Visita ao Memorial Câmara Cascudo

 “Sou um homem que não desanimou de viver e acho a vida cheia de encantos”  esta é uma das citações de um dos maiores historiadores do Brasil, Luís da Câmara Cascudo, mais conhecido como Câmara Cascudo.

O antropólogo, historiador, advogado, jornalista nasceu no dia 30 de dezembro de 1898. Aprendeu a ler sozinho aos seis anos de idade e passou toda a sua vida em Natal, dedicando-se ao estudo da cultura brasileira. Foi professor da Faculdade de Direito de Natal, hoje Curso de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). O Instituto de Antropologia desta universidade tem seu nome. Pesquisador das manifestações culturais brasileiras, deixou uma extensa obra, inclusive o Dicionário do Folclore Brasileiro(1952). Entre seus muitos títulos destacam-se: Alma patrícia (1921), obra de estreia, Contos tradicionais do Brasil (1946). Estudioso do período das invasões holandesas, publicou Geografia do Brasil holandês (1956). Suas memórias, O tempo e eu (1971) foram editadas postumamente. Quase chegou a ser demitido por estudar figuras folclóricas como o lobisomem.

Diante de uma vasta história, a família do historiador e com o apoio do poder público prestaram homenagens, como o Memorial Câmara Cascudo, localizaod no Centro da Cidade.

 20130319_100005

O prédio público tem como objetivo preservar e divulgar a vida e a obra de Luís da Câmara Cascudo, abordando diversos aspectos. O principal destaque é a biblioteca particular de Câmara Cascudo, com cerca de 10 mil volumes de diversos assuntos como folclore, religião, História, biografias e romances. A biblioteca é considerada “rara” por possuir obras do início do século passado e livros em diversos idiomas. Grande parte dos livros tem anotações de próprio punho de Cascudo e dedicatórias dos autores.

20130319_100039

Além dos livros que compõem a biblioteca, encontram-se ainda as correspondências de Cascudo com diversos intelectuais como Mário de Andrade, Monteiro Lobato, Carlos Drummond e Gilberto Freyre.

O Memorial abriga ainda a exposição permanente O Mestre Câmara Cascudo em um total de cinco salas que abordam aspectos estudados pelo mestre em sua vasta obra literária.

 As duas primeiras salas são compostas por quadros com fotos que retratam passagens marcantes na vida de Câmara Cascudo.

20130319_100028

As outras três salas abrigam o Estudo da cédula, com quadros indicando o estudo feito pelo Banco Central para o lançamento da cédula de cinquenta mil cruzeiros (Cr$ 50.000) homenageando Câmara Cascudo; Arte popular, com mamulengos e peças feitas pelos artesãos Chico Santeiro, Nenem e Chiquinha; e a Sala da magia, abordando temas como catimbó, Judas, sincretismo religioso, supertições e outros estudados por Cascudo.

A entrada é gratuita e o horário de funcionamento é de terça a domingo, das 08 às 18h.

Curso de pintura e desenho

Você sabia que no local acontece aulas de pintura e de desenho? De terça a sábado, sendo terça a domingo o dia todo, e aos sábados pela manhã? Existe um professor ensinando as técnicas para pinturas clássicas? Ótima dica.

20130319_100130

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s