Câmara Cascudo será homenageado no enredo da Vila Isabel em 2014

Por: Rafael Arantes, O Dia.

 
 

Rio – Câmara Cascudo e Chico Mendes juntos na Sapucaí. Essa é a proposta da Unidos de Vila Isabel, que mostrará na Avenida a diversidade dos biomas do Brasil e a força da cultura de cada população ao redor. O folclorista e o líder seringueiro são as inspirações da atual campeã para levar à Sapucaí as particularidades de cada região brasileira. 

>>> LEIA: Confira a sinopse na íntegra

Nesta segunda-feira, a diretoria divulgou a sinopse do enredo “Retratos de um Brasil plural” e fez uma breve explanação para os compositores sobre o tema, deixando claro o desejo de exaltar “o corpo e alma do país”.

Carnavalesco Cid Carvalho, Wilsinho e Moisés durante a leitura da sinopse

Foto:  Fernando Azevedo / Divulgação

 

Responsável pela criação do enredo ao lado do historiador Alex Varela, o carnavalesco Cid Carvalho fez questão de de sugerir o melhor caminho para as composições. Com passagens pelo “Inferno Verde” (Amazônia) e pela “Floresta de cabeça para baixo” (Cerrado), e a “Floresta branca” (caatinga), o artista ressaltou a importância de se mesclar as características naturais e culturais de cada bioma.

“Retratos de um país plural nada mais é do que um retrato do povo do nosso Brasil. O foco deste tema é a mescla do meio-ambiente e das populações se manifestando através do folclore. Câmara Cascudo e Chico Mendes vão servir de inspiração, eles são os condutores do nosso enredo. Queremos exaltar e misturar o corpo e a alma do nosso país. Vamos passar pelo inferno verde da Amazônia e pela floresta de cabeça para baixo que é o Cerrado. Quando eu chegar na Caatinga eu não vou falar somente dela, vamos mostrar o homem que vive nesta região e, acima de tudo, a manifestação desse povo. Queremos mostrar o resultado do convívio do homem com seu ambiente. Queremos retratar o que essa gente tem de ensinamento, o que eles têm para nos mostrar, como convivem com o que foi deixado por cada geração. Vamos conhecer um pouco mais da nossa gente, do nosso chão. Falar do nosso país sim, mas mostrar suas lendas e a força de cada pedacinho do nosso Brasil através do Carnaval” analisou Cid Carvalho”, explicou.

Escola vai mostrar diversidade dos biomas na Sapucaí

Foto:  Fernando Azevedo/ Divulgação

‘Folclore será o elo’, diz Wilsinho

Empolgado com o enredo, o presidente Wilsinho Alves também comentou a ideia de misturar cada cultura com seu ambiente e fez questão de deixar claro a importância do folclore para o bom desenvolvimento do tema. “Não queremos nos basear pela biodiversidade fria. O folclore será o elo de uma região para a outra. O fator humano está dentro do enredo, até para que a gente fuja daquela fauna e flora que sempre esperam quando se fala de um assunto como este, disse.

Durante o encontro, a diretoria ressaltou que compositores terão total liberdade. Esperando uma “disputa ainda melhor que a do último ano”, Wilsinho demonstrou grande expectativa por uma boa safra de sambas. “Tentem não se imaginarem dentro do meio-ambiente. Queremos a relação dos povos locais com suas florestas, essa integração vai fazer a diferença. É como se isso fosse ofruto maior deste tema”, reforçou Cid.

Alex Varela fez coro. “Fujam da normalidade que deve ser esperada. O encontro entre Chico e Cascudo será único. É um encontro mágico, promovido apenas pelo Carnaval. São dois homens que nunca estiveram juntos, mas que muito lutaram pela história do país. Será a mescla de um ser que clamou pela preservação da nossa natureza e outro que lutou pela união de todos esses povos”.

Vila tentará seu quarto título no Grupo Especial

Foto:  Fernando Azevedo / Divulgação

Moisés: ‘Percalços financeiros quase sanados’

Gilsinho, Marquinhos, Giovanna, Alex Neoral, Cid Carvalho e Tavinho. Os reforços da Azul e Branca prestigiaram a entrega da sinopse. No fim, o presidente de honra, Wilson Vieira Alves, o Moisés, relembrou os problemas financeiros enfrentados após o Carnaval anunciou que a quadra ainda terá algumas melhorias até o início da disputa.

“Todos sabem que eu gosto de obra, de estruturar a escola. Então, solicitei ao presidente que não liberasse a quadra sem que antes preparássemos melhorias para o nosso povo. Estamos preparando bares novos, banheiros adequados, uma boutique e tudo mais. Esta é a parte que mais gosto de fazer. Após o Carnaval, tivemos alguns percalços financeiros, mas graças a Deus já estamos quase que sanados. Coisas internas levaram a isso, mas todos esses problemas estão sob minha responsabilidade para que o presidente e toda sua equipe estejam livres para fazer o melhor Carnaval possível. Se em 10 anos nós fomos tri-campeões, tivemos competência para isso e tenho a certeza que faremos ainda mais nos próximos anos”, afirmou Moisés.

Compositores receberam sinopse nesta segunda

Foto:  Fernando Azevedo / Divulgação

Encontros com os compositores

A Vila ainda promoverá mais três encontros com os compositores para que eles possam tirar qualquer tipo de dúvida com os responsáveis pela criação do enredo. Inicialmente, a entrega dos sambas concorrentes está marcada para o dia 15 de agosto, existindo a possibilidade da data ser alterada caso a ala de compositores ache o tempo insuficiente para a conclusão das obras.

A disputa deverá começar no dia 17 de agosto, podendo ser finalizada no feriado de 12 de outubro. Em 2014, a escola será a terceira a desfilar na segunda-feira de Carnaval, com concentração do lado dos Correios.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s