Empresários franceses apresentam novos projetos para construir marina de mar aberto na Via Costeira

A engenheira da New Co Marine, Jeanne Guerin-Chabanet, apresentou hoje, três projetos de construção da marina de mar aberto na Via Costeira com os ajustes que incluem uma oficina para reparos de barcos e posto para abastecer  embarcações que não traz nenhum dano ambiental na área destinada a marina, durante reunião convocada pela Secretaria de Turismo de Natal  e Fecomercio/RN e mais órgãos ambientais, Banco do Nordeste e a representante da  Promotora da Procuradoria Geral do Estado e coordenadora da Câmara Técnica de Meio Ambiente e Sustentabilidade (CTMAS/PGE/RN)

Os empresários franceses que desde o primeiro momento contam com o apoio da Prefeitura do Natal, através do engajamento da Secretaria de Turismo de Natal e da Fecomercio/RN vão cumprir agora o ritual que é levantamento das licenças ambientais e outras exigências para a execução do projeto.

A reunião foi aberta pelo secretário municipal de Turismo e Desenvolvimento Econômico (Seturde) Fernando Bezerril que inicialmente agradeceu a presença de todos e salientou que a Prefeitura do Natal, por intermédio da secretaria tem o maior interesse no projeto da marina da Via Costeira que dá partida a desenvolvimento do turismo náutico na cidade. “ O prefeito Carlos Eduardo é um entusiasta desse projeto que visa atingir outro tipo de turista de maior poder aquisitivo e que trará benefícios na geração de empregos e renda, além de proporcionar a profissionalização de jovens”. O secretário sugeriu aos franceses que no complexo da marina seja incluída a escola de velas para treinar jovens da comunidade do bairro de Mãe Luiza no que foi aceito pela equipe de técnicos da New Co Marine

A escolha por Natal, pelo grupo francês foi devido ao grande potencial que a cidade oferece. Além de possuir uma rede hoteleira que atenderá a expectativa da clientela, conta também com o desenvolvimento náutico que surgirá com a criação do GT  Náutico RN, e ainda com aspectos econômicos, sociais, naturais e turísticos propícios à construção do projeto da marina. “A área onde a marina pode ser construída está inóspita e pode receber uma ótima função a partir deste projeto. Seguindo as leis ambientais, vai ser possível construir mais uma atividade para o trade turístico de Natal”, reforçou  Fernando Bezerril.

As propostas para construção da marina sustentável incluem área  com uma atracação para barcos de até 15 metros e calados de 5 metros, tendo a capacidade para 168 barcos de 15 metros e ainda 58 vagas para embarcações de até 12 metros. O custo do projeto sofreu redução, avaliando em pouco mais de R$ 100 milhões com parte sendo financiado pelo Banco do Nordeste. O próximo passo agora será cumprir todas as exigências requeridas pelos órgãos ambientais. Pelos cálculos dos representantes do Idema e Patrimônio da União todo esse processo deverá levar pouco mais de um ano.

 

Participaram da reunião o superintendente estadual  do Banco do Nordeste, Francisco Carlos Cavalcanti;  Marjorie Madruga, Promotora da Procuradoria Geral do Estado e coordenadora da Câmara Técnica de Meio Ambiente e Sustentabilidade (CTMAS/PGE/RN);;Marcelo Zsigmond (Amanáutica);Jamir Fernandes Júnior (IDEMA); Jean-Marie Barbero, Sergio Azzaretto  e Carolina Fernandes Martins, pela New Co Marine: diretor executivo Marcus Guedes e o  assessor econômico, Laumir Barreto pela Fecomercio; chefe de gabinete da Seturde, engenheiro ambiental, Marcelo Alvim e o consultor de turismo, Carlos Sodré.

 

Anúncios

Conheça o projeto do teleférico de Santa Cruz

Por: Gunther Guedes/Viver Natal

A cidade de Santa Cruz, localizada na região do Trairi do RN, ocupa destaque na categoria “turismo religioso” no Brasil, por abrigar a maior estátua católica do mundo, a de Santa Rita de Cássia com exatamente 56 metros de altura (o Cristo Redentor possui 40 metros). Diante deste destaque e importância no circuito religioso brasileiro, a cidade deu início a mais outro importante projeto: o teleférico, que irá ligar o pátio da igreja Matriz, no centro da cidade, ao Auto de Santa Rita de Cássia.

O teleférico fará parte do complexo Alto de Santa Rita, que oferece ainda auditório para 225 pessoas, restaurante e capela.

ImagemImagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
 
 
Santa Rita de Cássia

Santa Rita de Cássia é conhecida como santa das causas impossíveis. A fama, segundo o padre Sales, se deve a milagres improváveis que aconteceram em sua vida. “Santa Rita era viúva e seus filhos tinham morrido. Ainda assim ela conseguiu entrar para um convento, quando só eram aceitas virgens. Outro milagre ocorreu pouco antes de sua morte. Era inverno e ela pediu que buscassem rosas no jardim de sua casa. Tudo estava coberto de neve, mas conseguiram encontrar e trazer as rosas”, afirma padre Aerton.

 

 

Coletivos de teatro potiguar inauguram espaço artístico

No mês do teatro o bairro da Ribeira ganhará novo espaço cultural que abrigará a sede de três grupos da cidade 
 
Imagem
O bairro da Ribeira, em Natal, vai ser presenteado com mais um espaço artístico. Localizado na rua Frei Miguelinho, número 16, A.Bo.Ca – Espaço de Teatros será inaugurada no sábado, dia 29 de março, a partir 20h. Uma noite que será um marco para o teatro local que tanto carece de espaços para suas produções continuadas. 
 
A grande celebração, que promete não ter hora para acabar, inicia às 20h com apresentação do espetáculo O Cobrador, do Coletivo Atores à Deriva, seguido do experimento performático Na Mesa com o Bobo, da Bololô Cia. Cênica. Às 22h, Angela Castro – cantora e vocalista da banda Rosa de Pedra – apresenta o show Buena Onda, acompanhada pelos músicos Toni Gregório (guitarra) e Rogério Pitomba (bateria). A partir das 23h começa a batalha de DJs entre Tiago Landeira e Danina Nua.
 
SOBRE A.BO.CA
O espaço vai funcionar como sede da Bololô Cia. Cênica, do Grupo Carmin de Teatro e do Coletivo Artístico Atores à Deriva. Ter uma sede própria é um passo importante para quem deseja fazer do trabalho artístico o seu trabalho. Uma sede, um lugar fixo para se trabalhar todos os dias, é essencial para a consolidação de um grupo.
 
“Uma sede representa um grande avanço e uma grande conquista, uma vitória na labuta diária de tentar ganhar a vida com teatro. A sede representa também uma luta política, porque a medida que conquistamos esse espaço, estamos oferecendo mais um espaço cultural para a cidade. Representa também a possibilidade de estabelecer trocas estéticas e artísticas com outros grupos, receber grupos de fora”, vibrou Luana Menezes, atriz da Bololô Cia Cênica.
 
COMO TUDO COMEÇOU
Em setembro de 2013, os grupos Atores à Deriva, Bololô Cia. Cênica e Grupo Carmin de Teatro uniram forças e juntos fizeram do prédio de número 16 da Rua Frei Miguelinho, no bairro da Ribeira, a sua casa. Assim surgiu A.Bo.Ca Espaço de Teatros, que funciona como a sede dos três coletivos.
 
Ideias e mais ideias entorno de um nome para o espaço foram levantadas em reuniões. Em um insight da atriz Quitéria Kelly (Grupo Carmin) veio a junção das iniciais dos três coletivos resultando em A. Bo. Ca. – Atores à Deriva, Bololô e Carmin.
 
A. Bo. Ca. – Espaço de Teatros é exatamente este lugar que reúne os fazeres teatrais destes tres coletivos, objetivando fortalecer a cena teatral natalense através de suas pesquisas, montagens, apresentações, oficinas e workshops. Um marco para o teatro local que tanto carece de espaços para suas produções continuadas.
 
SOBRE OS COLETIVOS
Coletivo Artístico Atores à Deriva surgiu em 2008 a partir do desejo de formação profissional e continuidade da pesquisa em teatro, experimentada na montagem do espetáculo A Mar Aberto, proposto pelo diretor e dramaturgo Henrique Fontes.
 
Bololô Cia. Cênica foi fundada em 2009 e é formada pelos artistas Alex Cordeiro, Arlindo Bezerra, Luana Menezes, Paulinha Medeiros, Rodrigo Silbat e o produtor Flávio Rodriguez. A Bololô nasceu do desejo de experimentar as possibilidades da cena contemporânea e da necessidade de formação de um coletivo de pesquisa artística continuada.
 
Grupo Carmin de Teatro foi criado em 2007 em Natal, RN, pelas atrizes Quitéria Kelly e Titina Medeiros, motivadas pela pesquisa sobre moradoras de rua de Natal. A pesquisa resultou na montagem da peça “Pobres de Marré”  com texto e direção de Henrique Fontes, que passou a integrar o grupo.
 
PROGRAMAÇÃO
Espetáculos
20h – O Cobrador (Atores à Deriva)
21h – Na Mesa com o Bobo (Bololô Cia Cênica)
 
Festa
22h – Show Buena Onda, com Angela Castro (Rosa de Pedra)
23h – Batalha de DJs entre Tiago Landeira e Danina Nua
 
SERVIÇO
INAUGURAÇÃO A.Bo.Ca | Espaço de Teatros
Sábado, 29 de março de 2014, a partir das 20h
Rua Frei Miguelinho, 16, Ribeira – Natal | RN
Ingressos: Casadinha dois espetáculos R$20 (inteira) R$10 (meia) + festa R$5 
Somente festa: R$10 
Informações: Silbat Rodrigo (84) 3322-0090 | 9640-6965 | silbat.bololo@hotmail.com

 

12 passeios de aventura em Natal e no RN

Por: Gunther Guedes/Viver Natal

Se você está pensando que Natal é só um destino com praias com águas mornas e cristalinas para descansar, saiba que a cidade que também é sede da Copa do Mundo de 2014 reserva aventuras com emoção para cativar vários tipos de turistas.Destaque para os esportes aquáticos, trilhas, arvorismo, entre outros.

Por estar localizada na esquina do continente, todo o Rio Grande do Norte oferece ondições para a prática de determinados esportes à beira-mar. Se para uns, a brisa constante que sopra refresca o corpo, para os amantes da adrenalina esses ventos impulsionam os esportes de aventura.

Venha conhecer o que Natal e todo o Rio Grande do Norte tem a oferecer de melhor. Venha Viver Natal.

1) Arvorismo e tirolesa em Pipa

Se você gosta de sentir friozinho na barriga, de se sentir um aventureiro e gosta da natureza, uma deliciosa atividade para se divertir é o arvorismo. Chamado também de arborismo ou verticália, o arvorismo é a passagem de uma copa de árvore à outra. A travessia é feita numa montagem de trilhas suspensas, passarelas, redes, tirolesas (é a maneira que alpinistas utilizam para transpor vales, canyons e obstáculos elevados e distantes entre si através de roldanas). A pessoa faz a travessia presa a cintos tipo cadeirinha, que desliza por um cabo e outras atividades suspensas, através de cordas e cabos de aço. Em Pipa, você encontra 10 estações, 11 pontes suspensas, sistema de cabo continuo, inicio trilha 890 metros desde a base recepção até início do sistema em meio a mata atlantica preservada, 01 pinguela (em meio a copa das árvores), 02 nepalesa, 03 sanfona, 04 passo chines, 05 ponte em v (vista panoramica mar), 06 poleiro, 07 pé de pato, 08 mista, 09 teia, 10 falsa baiana, 11 tirolesa 300 metros de voo sobre a mata.

Imagem2) Passeio de Caiaque ou Kayak em Pipa

Passeio de Kayak guiado, o esforço é mínimo enquanto você vai desfrutando a exuberante natureza das falésias e do mangue com um lindo visual. Saída da praia de Tibau do Sul (maré enchendo) em direção ao mangue, parada de descanso e banho em uma prainha, continuando a incursão nos canais do mangue. Retornando ao local de partida (maré vazando), mais uma parada na prainha e chegada na praia de Tibau do Sul.

Imagem3) Mergulho em alto mar  em Natal

O mergulho a mar aberto permanece quase inexplorado pela maioria dos natalenses – que, possuem para isso um dos litorais mais privilegiados do país. Os pontos de mergulho em Natal são distantes da costa. Destacam-se o Arabaianinha, a 15 quilômetros, com 14 metros de profundidade, é um dos mais usados pelos iniciantes; Laje da Serra, com 27 metros, é usado para níveis mais avançados; a Laje da Criminosa, na beira de um canal de 45 metros de profundidade, com um paredão de recifes com oito metros de altura; e o Batente das Agulhas, com 16 metros de profundidade, embelezado por colunas fossilizadas semelhantes a troncos de árvore.

Imagem

4) Parapente na Via Costeira, Natal

Outro sucesso entre os moradores e turistas é o  parapente (paraglider em inglês). Semelhante a um paraquedas, pois também tem uma estrutura flexível e o utilizador está suspensos. O voo de parapente é uma modalidade de voo livre que pode ser praticado tanto para recreação quanto para competição onde é considerado esporte radical.

A modalidade permite observar o principal cartão postal de Natal, o Morro do Careca, de um novo ângulo, a partir de cima.

5) Stand up paddle na Praia de Ponta Negra, Natal

A praia mais conhecida de Natal, Ponta Negra, se tornou o canto perfeito para a prática do remo em pé (REP) ou stand up paddle boarding ou na língua havaiana, Hoe He’e nalu, é um esporte que está se tornando cada dia mais popular em todo mundo, sendo uma forma antiga de surfe. Ressurgiu como uma maneira de os instrutores de surf administrarem os seus grandes grupos de alunos, pelo fato de estar em pé na prancha lhes dar uma maior visibilidade.

O esporte consiste em ficar em pé em uma grande prancha e remar. As ondas calmas de Ponta Negra são perfeitas para a prática. Melhor lugar é nas proximidades do Morro do Careca.

Imagem

6) Kite surf em São Miguel do Gostoso

O kitesurfe é destaque em Natal. A primeira escola da modalidade, chamada Trust Kitesurf, foi fundada em 2001, por Ricardo Cardoso, na praia de Pirangi. O esporte bem mais fácil de aprender, e cresceu muito em Natal. Oito horas de aula são suficientes para quem quer ganhar desenvoltura sobre a prancha. Destaque para as praias de São Miguel do Gostoso.

Imagem7) Trilhas e papel na Pedra da Boca, em Passa e Fica

Localizado entre os município de Passa e Fica/RN e Araruna/PB, o Parque Estadual de Pedra da Boca oferece uma grande variedade de trilhas desde leves caminhadas até trilhas com passagens com certo nível de dificuldade com a Garganta do Diabo ou a Gruta do Morcego. Pedra da Boca é bem conhecido pelos escaladores de todo o Brasil.

Imagem8) Escalada em Serra Caiada

A Serra Caiada, distante 70 km de Natal, é referência para muitos aventureiros que buscam a prática do montanhismo, dentre as quais se destaca a escalada e o rapel, uma vez que é possível desfrutar de diversas vias com diferentes graus de dificuldade. Trata-se de um monumento natural de 285m de altura, sendo uma das formações rochosas mais antigas da América do Sul, em média 3,4 bilhões de anos. Tal constatação foi feita através de geólogos em pesquisa no local, que detectaram a grande concentração de metais pesados existentes na rocha. É necessário acompanhamento de um guia treinado e especializado na prática e na área.

Imagem9) Trilha na Mata Estrela, em Baía Formosa

Mata Estrela possui uma área de 2.039,93 entre floresta, dunas e 19 lagoas, desde 1993 passou a integrar a Reserva da Biosfera da Mata Atlântica Brasileira. Tombada pelo Estado, recentemente passou a integrar a RPPN – Reserva Particular do Patrimônio Natural, já que se trata de uma propriedade particular, e com isso poderá dispor de recursos para desenvolver atividades ecologicamente sustentáveis, como o desenvolvimento de pesquisa científica, educação ambiental e turismo ecológico.

Dentre suas 19 lagoas a mais famosa é a Lagoa Araraquara, também conhecida como Lagoa Coca-Cola graças às suas límpidas águas de cor escura por causa de pigmentos das raízes das árvores e da composição mineral do solo rico em iodo e ferro. Os nativos acreditam que o banho em suas águas tenha poderes medicinais e rejuvenescedores. A trilha leva de 2 a 05 horas. É necessário bom condicionamento físico.

ImagemImagem10) Esquibunda e Aerobunda em Genipabu

Esquibunda é um outro nome para o sandboard, no entanto, na modalidade sentado. Natal ele também existe. As crianças preferem o esquibunda, que é mais seguro, afinal você não tem de se equilibrar em pé. E existe também o aerobunda, que é uma tirolesa que sai do alto de uma duna e cai no mar. Passeios imperdíveis.

Imagem

11) Mergulho com tubarões na Redinha, Natal

Você já pensou em mergulhar com tubarões e ainda poder tocá-los? Os visitantes de Natal agora podem. O Aquário de Natal, no litoral Norte da capital potiguar, oferece essas oportunidades por alguns minutos a sensação de ficar pertinho ou de tocar esse animal considerado assustador e temido por tanta gente. O mergulho dura em média de 20 minutos e é feito sob agendamento.

Imagem12) Passeios de Buggy com muita emoção, Genipabu

Em terra firme, os passeios a bordo dos buggys são uma tradição de Natal, considerada a capital deles, e merecem espaço na programação do visitante. Mas peça ao motorista uma volta “com emoção”. Esse é o código para imprimir velocidade nas descidas das dunas. O passeio começa, normalmente, às 08 e termina às 17h.

ImagemTem outras sugestões? Envia uma mensagem para o nosso Facebook ou um e-mail para: contatovivernatal@gmail.com.

Baía dos Golfinhos, Genipabu e Pipa entre as 25 praias mais lindas do Brasil

Imagem

Três praias brasileiras ficaram entre as mais bonitas do mundo em uma pesquisa com viajantes do mundo todo – uma delas, a Baía do Sancho, em Fernando de Noronha (PE), foi eleita a mais bonita do planeta.

A pesquisa é divulgada anualmente pelo site de viagens TripAdvisor e leva em conta as praias mais bem avaliadas por seus usuários nos últimos 12 meses.

As outras duas praias brasileiras na lista mundial de 25 destinos são a Praia dos Carneiros, em Tamandaré (PE), e a Praia de Lopes Mendes, em Ilha Grande (RJ).

Na lista das melhores da América do Sul, as praias brasileiras ocuparam os sete primeiros lugares.

Além das três da lista mundial, aparecem, em ordem de classificação, as praias de Arraial do Cabo (RJ), Baía dos Porcos, em Fernando de Noronha, Baía dos Golfinhos, em Pipa (RN), e Praia do Farol (RJ).

No total, o levantamento premiou 322 praias no mundo. O resultado completo pode ser visto neste link.

As 15 melhores do mundo

 

1°- Baía do Sancho, Fernando de Noronha (PE), Brasil
2°- Grace Bay, Turks & Caicos
3°- Flamenco, Porto Rico
4°- Isola del Conigli, Sicília, Itália
5°- Whiteheaven Beach, Austrália
6°- Playa de Ses Illetes, Formentera, Espanha
7°- Anse Lazio, Seychelles
8°- Lanikai Beach, Havaí, EUA
9°- Rhossilli Bay, Reino Unido
10°- Playa Norte, Isla Mujeres, México
11°- Paraíso Beach, Cayo Largo, Cuba
12°- Praia dos Carneiros, Tamandaré (PE), Brasil
13°- Lopes Mendes, Ilha Grande (RJ), Brasil
14°- The Baths, Ilhas Virgens
15°- Playa de las Catedrales, Espanha

As 10 melhores da América do Sul

1°- Baía do Sancho, Fernando de Noronha (PE), Brasil
2°- Praia dos Carneiros, Tamandaré (PE), Brasil
3°- Praia de Lopes Mendes, Ilha Grande (RJ), Brasil
4°- Arraial do Cabo (RJ), Brasil
5°- Baía dos Porcos, Fernando de Noronha (PE), Brasil
6°- Baía dos Golfinhos, Praia da Pipa (RN), Brasil
7°- Praia do Farol, Arraial do Cabo (RJ), Brasil
8° – Tortuga Bay, Equador
9° – Praia de Galápagos, Equador
10° – Anakena, Ilha de Páscoa, Chile

As 25 melhores do Brasil

1°- Baía do Sancho, Fernando de Noronha (PE)
2°- Praia dos Carneiros, Tamandaré (PE)

3°- Lopes Mendes, Ilha Grande (RJ)
4°- Arraial do Cabo (RJ)
5°- Baía dos Porcos, Fernando de Noronha (PE)
6°- Baía dos Golfinhos, Pipa (RN)
7°- Praia do Farol, Arraial do Cabo (RJ)
8°- Prainha do Pontal do Atalaia, Arraial do Cabo (RJ)
9°- Quarta Praia, Morro de São Paulo (BA)
10°- Galés, Maragogi, (AL)
11°- Praia do Rosa (SC)
12°- Lagoa Azul, Ilha Grande (RJ)
13°- Praia do Madeiro, Pipa (RN)
14°- Canoa Quebrada (CE)
15°- Jericoacoara (CE)
16°- Prainha, Rio de Janeiro (RJ)
17°- Praia do Espelho, Trancoso (BA)
18°- Praia do Cachadaço, Trindade (RJ)
19°- Praia do Forno, Arraial do Cabo (RJ)
20°- Bombinhas (SC)
21°- Genipabu, Natal (RN)
22°- Pipa (RN)
23°- Maragogi (AL)
24°- Grumari, Rio de Janeiro (RJ)
25°- Segunda Praia, Morro de São Paulo (BA)