Lagoas que você precisa conhecer no Rio Grande do Norte

Por: Gunther Guedes/Viver Natal

O Rio Grande do Norte é conhecido por ter belíssimas e algumas paradisíacas praias em todo seu litoral. Das badaladas Pipa e Ponta Negra, até as encantadoras e charmosas como São Miguel do Gostoso e Baía Formosa são vistas como o paraíso na terra. Contudo, a terra do camarão, da ginga com tapioca e de tantos outros atrativos também possui lagoas encantadoras e de águas cristalinas, onde o visitante pode passar desde um entardecer romântico a um dia de muita aventura com esportes aquáticos, a exemplo do flyboard, do Stand up paddle, do caiaque e entre outros.

1) Lagoa da Coca-Cola:

Por que a primeira? O verdadeiro nome dessa lagoa é “Lagoa de Araraquara”, mas foi apelidada de ‘Lagoa da Coca-Cola’, em razão de suas águas escuras. Essa cor é devida à composição química do solo rico em iodo e ferro e à pigmentação das raízes das árvores ao seu redor. Os habitantes da região crêem que suas águas possuem virtudes curativas e rejuvenecedoras. A lagoa está localizada no interior da reserva da “Mata Estrela”. A natureza e a fauna do parque são de grande beleza e diversidade. Pode-se chegar à lagoa pelos clássicos passeios de bugue ou pelos seus próprios meios em ‘mountain byke’, a cavalo ou a pé; a fim de admirar a fauna e a flora dos arredores da lagoa.

Lagoa da Coca-cola

2) A Lagoa do Carcará

Considerada um dos lugares paradisíacos do Rio Grande do Norte, contudo, possui complicado acesso. Localiza-se no município de Nísia Floresta estando a 40 km da capital Natal. A lagoa faz parte do “Roteiros das Águas”, porém é pouco divulgado pelo governo e conseqüentemente poucos turistas a conhecem. Seu nome vem de um tipo de ave de rapina comum na região: o carcará. Da mesma maneira, outra lagoa próxima recebeu o nome de Urubú. A lagoa tem água limpa e transparente e faz parte do sistema “Lacuste Bonfim”, o qual também é composto pelas lagoas Redonda, Boágua, Arituba, Alcaçus, Ferreira Grande e Urubu, encontrando-se inserida em um bloco triangular, tendo ao norte o rio Pium, ao sul o rio Trairi e leste a linha da costa do Oceano Atlântico. A borda da lagoa abriga uma grande faixa de águas rasas com areia alva, proporcionando banhos demorados em águas mornas. Para os turistas que querem manter a forma com diversão, a lagoa do Carcará também é lugar para a prática de windsurf, além de dispor de caiaques e pedalinhos que podem ser alugados dos comerciantes locais.

Lagoa do Carcará 2

Foto: Karla Larissa Jesus Santos**

Lagoa do Carcará

3) Lagoa de Jacumã
Linda pequena lagoa, paraíso situado no meio das dunas móveis de Jacumã. Faz parte do roteiro dos buggys.  O visitante que vier conhecer esse lago, chegará pelo cume da duna onde deixará o buggy a fim de praticar o ‘Aero Bunda’, tipo de tiroleza com descida suspensa por um cabo que termina no lago. Um puro prazer; o esquibunda, que reside numa brincadeira de descer a duna em cima de uma tabua de madeira; e o kamikase que é um tobogã situado em cima de uma duna coberta com lona.  A subida se faz por um carrinho puxado por uma corda com a ajuda de um motor de fusca.

Lagoa de Jacumã

4) Lagoa de Arituba:

Para visitar a Lagoa de Arituba, desça pelo litoral Sul do Rio Grande do Norte. Este belo lugar, comparado pelos visitantes a um verdadeiro oásis que fica a 35 quilômetros de Natal. As águas não são muito profundas, perfeito para quem não gosta muito de ondas e mais um atrativo para famílias e suas crianças. Mas a grande atração da lagoa sem dúvida nenhuma é o Aerobunda, famoso por aquelas bandas. Se você tiver coragem de se aventurar, é simples. Primeiro suba em uma torre metálica, cuja altura chega a 10 metros. Sente em uma cadeira com cinto de segurança e uma roldana irá deslizar levando você até a outra margem. O grande barato é se jogar dentro d’água no meio da lagoa. Deixe o estresse em casa e visite a Lagoa de Arituba. Desfrute de momentos de paz e descontração junto com sua família e amigos.

Lagoa de Arituba

5) Lagoa de Pitangui:

Localizada no litoral norte após a praia de Graçandú, Pitangui está a 25 km de distância de Natal RN e é lá onde você vai ver uma das mais belas lagoas da região: a lagoa de Pitangui. Com águas claras e calmas é possível fazer um passeio de pedalinho ou caiaque, aproveitar os restaurantes com pratos típicos e acreditar que se está num oásis.  A paisagem dessa praia é composta ainda por coqueiros e palmeiras, e conserva a simplicidade rústica de um lugar que não foi totalmente tomado pelo turismo. É uma das praias preferidas para curtir o veraneio. Suas dunas são uma atração à parte: não deixe seu turismo em Natal acabarem sem antes fazer um passeio de buggy.

Lagoa de Pitangui

6) Lagoa de Guaraíras:

Ao chegar ao litoral de Tibau do Sul, próximo ao porto ou no mirante do pórtico da cidade, a primeira paisagem que se avista é a das mansas águas da Lagoa de Guaraíras. Essa lagoa, que já teve suas águas puramente doces e, devido, aos desígnios da natureza, foi aberta ao mar, hoje é uma das principais atrações de Tibau do Sul. Além de servir de rota para a praia de Malembá e destinos mais distantes, como Natal (pela beira-mar), a lagoa é base de uma das mais importantes atividades econômicas do município, a carcinicultura (criação de camarões). As águas da Guaraíras banham quatro municípios e a pesca artesanal, feita em canoas, é um show aparte a se assistir.  Mas a Lagoa de Guaraíras também se serve do turismo, com longos passeios de barco, lancha, e canoa, pesca esportiva e até banana-boat. Ela possui vários portos e ancoradouros em toda a sua extensão e uma história de batalhas, tragédias e reconstrução, existindo até uma ilha histórica, a do Flamengo, com ruínas de um forte holandês.  A fauna e a flora são privilegiadas, pois a lagoa tem uma extensa área de mangue, fonte de alimentos e berço de diversas espécies. Porém, é quando vai caindo a tarde a magia toma conta do local e não tem quem não pare para presenciar mais um dos milagres da natureza: o pôr-do-sol da Guaraíras. Nesta hora, as águas que, em vazante, são azuladas, e na cheia, se tornam acinzentadas, transformam-se em puro ouro, refletindo toda a intensidade do sol, que banha este cantinho ímpar do Brasil.

Lgaoa de Guaraíras

7) Lagoa do Bonfim:

Diferentemente da lagoa de Arituba, a Lagoa do Bonfim não há tanta infraestrutura no trecho aberto ao público. Essa lagoa também é conhecida como Sete Pontas e impressiona pelo volume de água. Ela é uma das maiores do estado e, no período de chuvas, que vai do mês de maio ao mês de julho, chega a acumular mais de 80 milhões de metros cúbicos de água, o dobro do período da seca. No local estão praticando o Flyboard, o stand up paddle, o caiaque e também, em locais mais privados, o jet-ski.

Lagoa do Bonfim - diario do viajante

**Via Compartilhe Viagens

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s