Natal recebe o título de “Patrimônio Cultural” do Brasil

10530835_544893125615956_4425126132868119675_n

Conhecida como cidade do sol e por suas belas praias, a capital do Rio Grande do Norte, Natal, passa também a agregar o título de Patrimônio Cultural do Brasil.

O tombamento do Centro Histórico da capital potiguar compreende uma área de 28 hectares, que engloba parte de três bairros – Cidade Alta, Ribeira e Rocas – num total de 560 imóveis, dos quais 64 são considerados de maior relevância.

Iniciado em 2008 ainda sob a forma de estudos, o processo foi concluído na última sexta-feira (18/07) com a publicação no Diário Oficial da União da portaria de homologação do tombamento do conjunto arquitetônico, urbanístico e paisagístico da cidade pelo Ministério da Cultura.

A decisão da ministra da Cultura, Marta Suplicy, ratifica a conclusão do Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural, presidido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), vinculado ao ministério, que, em 2010, definiu pelo tombamento da cidade.

De acordo com a Superintendência do Iphan no Rio Grande do Norte, a partir de agora, haverá um refinamento nos estudos de levantamento de imóvel por imóvel, com previsão de conclusão no ano que vem.

O estudo criará categorias com critérios precisos para intervenções por parte dos moradores. Segundo o Iphan–RN, apesar de a ideia ser a de preservar ao máximo, é possível que haja modificações e até demolições, conforme o caso. Há ainda terrenos com espaços para novas construção, que poderão ser feitas desde que sigam as normativas do Plano Diretor [da cidade], a altura dos imóveis antigos, entre outros fatores.

Das edificações tombadas, encontram-se estilos que vão da arquitetura civil colonial e barroca a edifícios modernistas. Entre eles destacam-se o Forte dos Reis Magos, o Casarão do Arquivo Arquidiocesano, o Armazém Real da Capitania (Antiga casa do padre João Maria), o Palácio Felipe Camarão (sede da Prefeitura de Natal), o Teatro Alberto Maranhão, o antigo Grupo Escolar Augusto Severo e o prédio da Secretaria de Tributação do Município (Semut). Além deles, onze praças do Centro Histórico serão requalificadas.

Justamente esses dez destes locais foram selecionados, em 2013, pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC Cidades Históricas 2) para passar por algum tipo de reforma com investimentos no valor de R$ 43 milhões. A execução das obras foi distribuída entre a Prefeitura Municipal de Natal, o Governo do Estado do Rio Grande do Norte, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e o próprio Iphan.

Fonte: Ministério da Cultura

 

Anúncios

Viver Natal lança Roteiro Literário de festivais culturais na Praia do Amor

ROTEIROS LITERARIO_PARTIU NATALOs apaixonados pela literatura já podem reservar duas datas em seu calendário e montar seu ROTEIRO LITERÁRIO. É que entre os dias 7 e 9 de agosto desse ano acontecerá a 5ª edição do Festival Literário da Pipa, em Tibau do Sul, no litoral Sul potiguar e entre os dias 24 a 27 de setembro terá a 5º edição do o FlipAut (o Festival Literário Alternativo da Praia de Pipa).

Para quem não sabe, o Flipipa é um evento literário anual que ocorre na Praia de Pipa e reúne grandes nomes da literatura brasileira como Nélida Piñon, Jorge Mautner, Mário Magalhães, José Miguel Wisnik, José Carlos Capinan e Rodrigo Lacerda que farão parte das mesas temáticas e debates dessa edição em 2014.

O projeto que tem sido sempre um sucesso de público é realizado pela Fundação Hélio Galvão e Projeto Nação Potiguar e conta com oficinas, apresentações culturais e as já tradicionais palestras de grandes escritores brasileiros. Tudo com entrada gratuita.

Já o FlipAut chega exatamente como uma extensão do Flipipa buscando provocar uma troca de experiência cultural entre as pessoas que vêm de todas as partes do mundo com as que nunca saíram de sua terra natal, em Pipa.

Articulado por criadores, artistas, frequentadores, moradores e nativos da Praia do Amor (que organizam, sem fins lucrativos, eventos paralelos), o festival tem o objetivo primordial de valorizar e divulgar as atividades culturais produzidas na Praia de Pipa, além de funcionar como uma forma de preservação do patrimônio cultural local.

Explosão de cultura, gastronomia e belezas naturais são os ingredientes do sucesso desses eventos literários. Imperdível!

 

Foto: Henrique Arruda

História da Cidade do Natal entra em cartaz no Memorial Câmara Cascudo

O Memorial Câmara Cascudo, na Cidade Alta, em Natal, RN, está prestes a se transformar em um importante instrumento de armazenamento e exposição de peças que revelam a trajetória de Natal na linha do tempo da história do Brasil e do Mundo. O grande passo é a instalação da exposição permanente História da Cidade do Natal, idealizada pela Secretaria Extraordinária de Cultura do RN e organizada pelo historiador Eduardo Alexandre Garcia, que será aberta ao público nesta quinta-feira, 24 de julho, a partir 9h.

noticia_113412

A iniciativa consiste em um passeio entre os corredores históricos e galerias do Memorial, guiado pelo próprio Câmara Cascudo, através de recortes da sua obra literária. O visitante deverá viajar ao longo de mais de 500 anos de história, desde a chegada dos portugueses às nossas terras, os índios potiguares, o domínio holandês, a fundação de Natal, seus períodos áureos e conflituosos, o papel da cidade na 2ª Guerra Mundial, até chegar aos dias de hoje. O roteiro é baseado principalmente no livro História da Cidade do Natal, de Câmara Cascudo, uma das obras mais importantes já escritas sobre Natal.

A mostra é composta por grandes painéis, bonecos em tamanho real de personagens ilustres e heróis da história da cidade, artefatos, livros, miniaturas, além de uma diversidade de objetos museológicos. Em cada trecho da exposição, painéis estampam textos de Câmara Cascudo, mapas, cartas náuticas, pinturas, fotografias, tudo em busca de se aproximar do visitante e despertar nele o interesse e valorização pela história de Natal e pela obra de Cascudo.

Ainda que permanentemente instalada no Memorial, a exposição deverá estar em constante transformação, ficando aberta à inclusão de novos itens, sugestões dos visitantes, atividades culturais e novas abordagens. Além da importância histórica, o projeto também tem caráter educativo, configurando-se como um excelente programa escolar.

camara cascudo

 

Fonte: assessoria de imprensa Secretaria Extraordinária de Cultura
Fundação José Augusto

Natal adere à campanha do Ministério do Turismo

PARTIU NATAL_blog

A capital potiguar resolveu participar da campanha #PartiuBrasil promovida pelo Ministério do Turismo de incentivo a viagens pelo país e lança agora a campanha #PartiuNatal que tem como objetivo mostrar o que a Cidade do Sol tem de melhor. Passada a Copa e com a boa exposição da cidade entre turistas estrangeiros e das outras capitais do Brasil, Natal começa agora a campanha para promover diariamente os destinos natalenses com dicas do que se fazer pelas belas praias de norte a sul do litoral potiguar.

As peças publicitárias mostram a variedade de roteiros paisagísticos (com a diversidade de praias) e dos roteiros históricos; a gastronomia; a cultura; as curiosidades; as notícias; a receptividade dos moradores e a facilidade de acesso, pontos que contam a favor para a divulgação de Natal, além do prazer das experiências que uma viagem pode proporcionar.

O perfil Viver Natal, que envolve meios de comunicação como Facebook, Twitter e Instagram – com, respectivamente, 11.238, 1.1552 e 7,533 seguidores – irá divulgar a campanha em suas redes e convida você agora para participar também usando a hastag #PartiuNatal em suas fotos com as belas paisagens de Natal. Você turista que já conhece a cidade e tem registros daqui é uma ótima oportunidade para relembrar os bons momentos e convidar seus amigos a fazerem uma nova viagem. Para os natalenses, é a perfeita ocasião para divulgar sua terra natal e convidar o Brasil e o mundo inteiro para #ViverNatal.

Quem já apoia a iniciativa e firma uma parceria com o Viver Natal para divulgar a hashtag #PartiuNatal com as belezas da capital potiguar em suas mídias sociais é o Ministério do Turismo. Apoie você também!

Vamos convidar o Brasil inteiro para #ViverNatal?

VAMOS VIVER NATAL

A Revista National Geographic Brasil está com um concurso bem interessante. Todos os meses a redação escolhe e dá destaque, nas mídias da publicação, as melhores fotos enviadas pelos leitores. O que acha de nos ajudar a divulgar as belezas naturais da Cidade do Sol? Coloque sua criatividade para trabalhar e registre o que Natal tem de melhor, seja um belo clique das paisagens litorâneas ou do interior, ou ainda de nossos pontos turísticos e lugares mais inusitados. Vamos convidar o Brasil inteiro para #ViverNatal.

 

Leia o regulamento do CONCURSO CULTURAL SUA FOTO:

1. Este é um concurso de caráter exclusivamente cultural e recreativo, sem qualquer modalidade de sorteio ou pagamento nem vinculado à aquisição ou ao uso de qualquer bem, direito ou serviço, que será realizado pela Editora Abril S.A., com sede na Avenida das Nações Unidas, n° 7221, bairro Pinheiros, São Paulo/SP, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 02.183.757/0004-36, organizado pelo site da revista NATIONAL GEOGRAPHIC BRASILhttp://viajeaqui.abril.com.br/national-geographic.

1.1 Poderão se inscrever no concurso quaisquer interessados maiores de 18 (dezoito) anos ou, se menores, devidamente autorizados e/ou representados, na forma da lei por seus responsáveis legais, desde que residentes dentro do território nacional, sendo que o prêmio descrito no item 5 deste regulamento será entregue ao responsável pela melhor foto do mês.

2. DO CONCURSO

2.1 O Concurso Cultural “Sua Foto” será realizado da seguinte forma:

2.1.1 O concurso será divulgado através de chamadas no portal VIAJEAQUI e no site da NATIONAL GEOGRAPHIC BRASIL. A(s) melhor(es) foto(s) de cada mês será(ão) publicada(s) no site e na revista NATIONAL GEOGRAPHIC BRASIL.

2.1.2 Os interessados, dentro do prazo previsto neste regulamento para realização do concurso, deverão acessar o site http://viajeaqui.abril.com.br/national-geographic e cumprir a etapa de participação consistente no envio de uma fotografia nos moldes da NATIONAL GEOGRAPHIC para o site.

2.1.3 As fotos somente poderão ser enviadas por intermédio do sitehttp://viajeaqui.abril.com.br/national-geographic/sua-foto. Ao acessar o site, o interessado deverá preencher correta e completamente o cadastro eletrônico de participação no site, com os seguintes dados: nome, endereço de e-mail, país, estado, cidade, telefone para contato (com DDD), legenda da foto de inscrição e cidade/estado ou País da foto.

2.1.4 O site da revista NATIONAL GEOGRAPHIC BRASIL não se responsabilizará pela autenticidade dos dados fornecidos pelo participante no ato da inscrição, ou pelo fornecimento de informações incorretas, imprecisas ou incompletas, que impossibilitem a entrega do prêmio. A informação de dados falsos ou fotos não próprias implica em eliminação do concurso.

2.1.5 Somente serão aceitas inscrições feitas segundo as condições aqui descritas. As inscrições ou o envio das fotos por qualquer outro meio que não seja por intermédio do site serão desconsideradas.

3. FOTOS

3.1 As fotos devem estar no formato .jpg, ter definição mínima de 300 DPI, dimensão mínima de 800px por 600px e peso máximo de 1.5MB.

3.2 Os participantes declaram, desde já, serem responsáveis pela autoria das fotos encaminhadas e que elas não constituem plágio ou qualquer outra forma de apropriação autoral vedada pela lei, assumindo inteira responsabilidade por eventuais reproduções de trabalhos de terceiros.

4. DA SELEÇÃO DOS VENCEDORES

4.1 Todas as fotos encaminhadas no período de inscrição serão apreciadas por uma Comissão Julgadora formada por profissionais indicados pela Editora Abril e, dentre elas, serão selecionadas a(s) melhor(es) foto(s) do mês. Para a escolha do vencedor, a Comissão Julgadora levará em consideração os seguintes critérios: adequação ao tema proposto (caráter social/cultural), originalidade e criatividade.

*** Caso haja empate, será considerado, como critério de desempate, a data e o horário do envio da foto no site, classificando-se e/ou premiando-se a foto que tiver sido enviada primeiro.

2. O(s) nome(s) do(s) vencedor(es) do concurso será(ão) divulgado(s) todos os meses, no sitehttp://viajeaqui.abril.com.br/national-geographic.

3. A NATIONAL GEOGRAPHIC BRASIL entrará em contato com o(s) vencedor(es), via e-mail ou telefone, de acordo com os dados informados no ato da inscrição, até cinco dias após o anúncio do(s) vencedor(es).

5. DA PREMIAÇÃO

5.1 O autor da melhor foto será premiado da seguinte forma:

5.1.1 Produtos da NATIONAL GEOGRAPHIC BRASIL, que serão ratificados ao primeiro contato com o vencedor.

5.1.2 O prazo para início do recebimento do prêmio é de 4 (quatro) a 6 (seis) semanas. Caso ocorra algum problema, o vencedor deve entrar em contato com o atendimento ao participante: Faleaqui

5.1.3 O site da NATIONAL GEOGRAPHIC BRASIL entregará o prêmio ao vencedor em até 30 (trinta) dias de acordo com a lei – art. 5° decreto 70.951, após a divulgação do resultado no sitehttp://viajeaqui.abril.com.br/national-geographic.

5.1.4 Os prêmios não poderão, em hipótese alguma, ser trocados por dinheiro ou por quaisquer outros produtos.

5.1.5 A decisão final sobre a melhor foto é inquestionável e irrecorrível.

5.1.6 Na eventualidade do vencedor, por algum motivo, não poder ser contatado, ou se contatado, não se manifestar em até 30 (trinta) dias após a comunicação da NATIONAL GEOGRAPHIC BRASIL, perderá o direito à premiação e o participante com votação subsequente será o substituto, sendo tal informação veiculada no site.

6. DIVERSAS:

6.1 Os participantes do concurso cultural, incluindo os vencedores, assumem total e exclusiva responsabilidade a respeito de todas e quaisquer eventuais reivindicações de terceiros que se sintam prejudicados por suas participações no concurso.

6.2 O vencedor autoriza, desde já, a veiculação de seu nome, imagem e som de voz, sem limitação de espécie alguma para utilização das mesmas no site da NATIONAL GEOGRAPHIC BRASIL, bem como em fotos, cartazes, filmes, spots e em qualquer tipo de mídia e peças promocionais para a divulgação da conquista do prêmio.

6.3 Os concorrentes declaram expressamente que os dados pessoais fornecidos quando do preenchimento do cadastro eletrônico no site da NATIONAL GEOGRAPHIC BRASIL, http://viajeaqui.abril.com.br/national-geographic, são verdadeiros e próprios. Os dados apresentados poderão ser confirmados a qualquer momento pelo pela NATIONAL GEOGRAPHIC BRASIL.

6.4 Não poderão participar do presente concurso cultural os prepostos com função de gestão, acionistas e empregados do site VIAJEAQUI e do site da NATIONAL GEOGRAPHIC BRASIL, bem como respectivos cônjuges e parentes até 1º grau e quaisquer pessoas envolvidas na organização do concurso.

6.5 Havendo interrupção ou suspensão do concurso ou da publicação do ganhador no site promocional devido a problemas de acesso à Internet, intervenção de hackers, vírus, manutenção, queda de energia, falhas de software ou hardware, problemas com os servidores ou provedores do internauta ou da empresa promotora, por decisão do site da NATIONAL GEOGRAPHIC BRASIL ou em razão de caso fortuito ou força maior, não será devida qualquer indenização ou compensação aos participantes do concurso e/ou aos eventuais terceiros prejudicados. O site da NATIONAL GEOGRAPHIC BRASIL envidará os melhores esforços para dar prosseguimento ao concurso tão-logo haja a regularização do sistema, resguardando-se, no entanto, a possibilidade de cancelamento definitivo na hipótese em que haja total impossibilidade de recuperação de dados. Nessa hipótese, os participantes serão avisados por e-mail e não será cabível, da mesma forma, compensação e/ou indenização de qualquer espécie.

6.6 O site da NATIONAL GEOGRAPHIC BRASIL a seu exclusivo critério, a qualquer tempo, se julgar necessário, poderá alterar as regras constantes deste regulamento, mediante comunicação pública de tais mudanças no site http://viajeaqui.abril.com.br/national-geographic.

6.7 As dúvidas não previstas neste regulamento serão julgadas por uma comissão composta por membros da NATIONAL GEOGRAPHIC BRASIL, cujas decisões serão soberanas e irrecorríveis.

6.8 A simples participação neste concurso implica na total concordância com o presente termo.

6.9 O site da NATIONAL GEOGRAPHIC BRASIL manterá um endereço eletrônico para esclarecimentos adicionais ao presente regulamento: suafotongbrasil@gmail.com

6.10 Fica, desde já, eleito o Foro da Comarca da Capital, Estado de São Paulo, como o competente para dirimir quaisquer questões advindas do presente Regulamento ou deste concurso. 

ATENDIMENTO AO PARTICIPANTE: Faleaqui

Com imagem positiva durante a Copa, Natal poderá ter mais um voo direto para Europa

O secretário municipal de Turismo e Desenvolvimento Econômico (Seturde), Fernando Bezerril, recebeu essa semana os empresários ganeses Arnold Leonora da empresa americana ATG Air Lease junto com seus parceiros comerciais Prince Owusu- Yeboah e Lorenzo Lamptey que apresentaram a proposta de uma nova ponte aérea entre Natal e Europa. A ideia é estabelecer um voo direto entre Bruxelas (Bélgica) e Natal utilizando aviões Boeing com capacidade de 250 passageiros a partir de outubro.

Para o secretário Fernando Bezerril, a Prefeitura do Natal, por meio da secretaria, a pedido dos empresários estará atuando no sentido de colaborar para que o desejo dos empresários se materialize. “A forte impressão deixada por Natal por ocasião da Copa do Mundo despertou neles essa proposta de fortalecer o turismo trazendo de volta à nossa cidade turistas europeus com maior assiduidade”, relacionou.

Novas reuniões acontecerão para que a proposta dessa iniciativa tenha êxito. Fernando Bezerril convidou os empresários para apresentarem seu plano na próxima reunião da Contur (Conselho Municipal de Turismo) para que o trade turístico tome conhecimento da ação. “Estamos abertos a estudar a proposta que é, sem dúvida, viável para Natal”, disse. A vinda de turistas com voo da Bélgica reduz em 3h o voo, porque normalmente eles entram no Brasil pelo Rio de Janeiro e São Paulo.  Arnold Leonora da empresa americana ATG Air Lease disse ainda que em outra etapa pretende fazer o voo Natal-Gana-Natal. O secretário convocou reunião na secretaria com a presidente da ABAV/RN, Diassis Rosado e seu vice, Abdon Gosson e os empresários ganeses, onde estes apresentaram seu projeto.

Outra sugestão do secretário é que os empresários com apoio do trade turístico potiguar, realizem em Natal fam tour trazendo jornalistas de Gana e da Bélgica e operadores de turismo desses países para conhecerem a estrutura hoteleira da capital e suas atrações turísticas, antes da data desejada por eles para estabelecer esse voo.  Estavam presentes na reunião o chefe de gabinete da Seturde, engenheiro ambiental, Marcelo Alvim; o assessor de Desenvolvimento Econômico, Airton Bulhões e o consultor de turismo, Carlos Sodré.

Seturde recebe empresários ganeses com projeto de estabelecer voo da Europa para Natal

Seturde recebe empresários ganeses com projeto de estabelecer voo da Europa para Natal

Fonte: Assessoria de Imprensa da Seturde

88% dos turistas da Copa levaram imagem positiva de Natal, segundo pesquisa da ABIH-RN

Natal, RN

O esforço da Prefeitura de Natal em dotar a cidade de boa infraestrutura para receber os turistas que visitaram a capital do Rio Grande do Norte durante o período da Copa do Mundo 2014 surtiu efeito e foi recompensado pelos números da pesquisa encomendada pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio Grande do Norte (ABIH-RN). Na manhã desta quarta-feira (16), o prefeito Carlos Eduardo recebeu no Palácio Felipe Camarão a pesquisa das mãos do diretor executivo da ABIH, Márcio Guedes, acompanhado do diretor do Litoral Sul, José Odécio.

Encomendada à empresa Consult, a pesquisa foi realizada no período de 13 a 26 de junho, com uma amostra casual simples de 1.003 entrevistas. O questionário teve o objetivo de investigar junto aos turistas que vieram a Natal no período da Copa do Mundo, e se hospedaram nos hotéis da Via Costeira e Ponta Negra associados à ABIH, a opinião sobre a realização do Mundial de futebol em Natal.

Entre outras questões, 36,8% dos entrevistados acharam a cidade “ótima”, 49,9% classificaram Natal de “boa”, 7,9 % regular, 0,6 % ruim e 4,9 % não deram opinião. Na questão “Natal é ou não a cidade que esperava que fosse”, 76,5% dos entrevistados responderam que Natal é o que esperavam, 8,9% disseram que Natal não era o que esperavam e 14,6 % deixaram de opinar. 

De acordo com a pesquisa, 88,2% dos visitantes levaram uma imagem positiva da cidade, 1,8% consideraram a experiência negativa e 10% não opinaram. Um elemento importante da pesquisa tratou do interesse do turista em voltar a Natal depois da Copa do Mundo: 68,5% disseram “sim”, 15% responderam “não” e 16,5% não souberam responder. Perguntados se indicariam o destino Natal para familiares e amigos, 87,7% responderam “sim”, 3,5% disseram “não” e 8,8% não sabem.

10441356_565734256872802_424549998060160767_n

Os turistas estrangeiros foram maioria em Natal durante a realização dos jogos da Copa. Os países que mais enviaram turistas para a cidade foram os Estados Unidos da América (25,22%) e o México (15,25%). O Brasil ficou em terceiro lugar com 13,96%. “Os americanos saíram entusiasmados demais com Natal”, comentou o diretor da ABIH, Márcio Guedes. Segundo ele, a associação vai fazer uma campanha de divulgação do destino Natal nos estados americanos que mais mandaram turistas para a cidade. 

10473614_565734353539459_4133523003525088678_nPor sua vez, o prefeito Carlos Eduardo complementou dizendo que por onde passou no período da Copa só recebeu elogios em relação a Natal, principalmente nos quesitos de estrutura, limpeza urbana, decoração e paisagismo. Ele avaliou de forma positiva a pesquisa, ressaltando que, mesmo com as fortes chuvas e a greve no sistema de transporte coletivo de passageiros, a cidade se apresentou de forma satisfatória para a Copa do Mundo, com especial destaque para as obras de mobilidade urbana levadas a efeito pelo Município. “Podemos considerar que a realização da Copa do Mundo em Natal foi um grande sucesso, tanto em termos da estrutura da cidade quanto do espírito acolhedor do natalense, que já era conhecido em todo o Brasil e foi comprovado também por povos de outras nacionalidades”, classificou o prefeito.  

 

 Fonte: Secretaria Municipal de Comunicação