Natal adere oficialmente ao projeto “Pegada Ecológica”

A Prefeitura do Natal aderiu nesta terça-feira (31), ao projeto “Pegada Ecológica”, iniciativa encampada pela secretaria municipal de Meio Ambiente e Urbanismo em parceria com o Banco do Brasil, a Fundação Banco do Brasil, a Agência Nacional de Águas (ANA) e a WWF Brasil. O evento que aconteceu no auditório do Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte contou com a participação do prefeito Carlos Eduardo, do titular da Semurb, Marcelo Rosado, além de representantes de várias entidades ligadas ao meio ambiente, comércio e serviços da cidade. Na oportunidade, o chefe do executivo municipal recebeu das mãos de Cristiano Segan, coordenador do estudo, os índices obtidos pela pesquisa.

A Pegada Ecológica de um país, de uma cidade ou de uma pessoa, corresponde ao tamanho das áreas produtivas de terra e de mar, necessárias para gerar produtos, bens e serviços que sustentam seus estilos de vida. Quanto maior a for a pegada ecológica, mais danos causados ao meio ambiente. O indicie da capital potiguar ficou em 1,9 hectares de planeta, medida utilizada para balizar o consumo da população. Esse número é 15% superior à média de consumo do cidadão brasileiro e 21% a mais do que a média de consumo do cidadão global. Com a identificação desse índice a administração municipal irá construir políticas públicas de incentivos para que o número da pegada ecológica de Natal se aproxime de 1.

A solenidade começou com uma apresentação dos jovens que compõe o projeto Amana, comandado pela Guarda Municipal de Natal, em conjunto com as secretarias municipais de Educação e Meio Ambiente e Urbanismo. Na sequência, Fabrício de Campos, diretor da empresa autora do estudo, fez uma palestra para falar sobre a importância da conscientização da população no que diz respeito a ações sustentáveis para preservar o meio ambiente.

Carlos Eduardo ficou muito feliz com a escolha de Natal sendo a única cidade do nordeste a receber o projeto e ficou ainda mais satisfeito com a realização dos debates no auditório do Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte. De acordo com o prefeito, o local cumpre o seu propósito de ser um grande palco de discussões envolvendo o meio ambiente e a preservação de ecossistemas.

Ao comentar o resultado dos estudos da Pegada Ecológica, Carlos Eduardo disse que a Prefeitura vai unir todos os esforços para contribuir com a diminuição desse índice como o investimento no sistema de transporte coletivo, além de ações de educação ambiental junto à população, adoção de medidas administrativas nos órgãos municipais como o consumo consciente da água, diminuição do uso de materiais descartáveis e tudo aquilo que pode prejudicar o meio ambiente. O chefe do executivo municipal revelou ainda que durante essa gestão a cidade ganhará a regulamentação de mais cinco zonas de processamento ambiental (ZPAs) e ainda haverá a revisão do plano diretor de Natal. “Nosso compromisso é com o desenvolvimento do município aliado a qualidade de vida da população”.

Marcelo Rosado disse que recebeu o estudo com muita alegria, pois de posse de todos esses índices a administração tomará suas decisões para diminuir o impacto sobre o meio ambiente. O secretário da Semurb disse ainda que a capital potiguar reúne todas as condições para reverter esse índice de consumo desfavorável e se tornar uma cidade modelo e amiga da natureza. Ele convidou todos que tiverem interesse em conhecer qual é o índice da sua pegada ecológica a visitar o site www.wwf.org.br para fazer o estudo individual. “Com cada um conhecendo a sua pega ecológica fica mais fácil identificar onde está havendo desperdício e qual hábito devemos mudar para contribuir com a preservação do nosso planeta. Esse trabalho conjunto entre cidadãos e poder público é fundamental”.

Fonte: Assecom

Prorrogadas inscrições de concurso literário e de desenho sobre violência doméstica

O Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (CMDM) decidiu prorrogar as inscrições dos Concursos Literários Nísia Floresta (poesia) e Maria do Santíssimo (desenho/pintura), destinados aos alunos da rede pública de ensino municipal. Realizados em parceria com a Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres, Secretaria Municipal de Educação e Secretaria Municipal de Cultura/Fundação Cultural Capitania das Artes (Funcarte), os concursos têm como tema o combate à violência contra a mulher. O prazo para a entrega das poesias e dos desenhos, que se encerraria nesta terça-feira (31), ficou para o dia 10 de abril.

Podem participar os alunos com idade entre seis e 17 anos e os envelopes contendo os trabalhos devem ser entregues na secretaria da escola onde estudam ou na Casa dos Conselhos, na rua Trairi, 784, Petrópolis, Natal/RN, CEP: 59.020-150, no horário de 8h às 13h. As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas através de formulários disponíveis no CMDM e na escola.

A iniciativa faz parte da programação do Dia Internacional da Mulher – 08 de março –, coordenada pela Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres. Tem como objetivo estimular a produção literária e o enfrentamento à violência doméstica, através do estímulo à pesquisa e da discussão sobre o assunto nas salas de aulas.

A premiação será entregue no dia 30 de abril. Os primeiros colocados dos dois concursos terão seus trabalhos publicados no blog do CMDM na página da Prefeitura do Município de Natal e receberão um tablet de 9,5 polegadas. Os alunos colocados em segundo lugar receberão um tablete de 7,5 polegadas.

Sobre violência doméstica
Segundo o Ministério da Saúde, há estimativas de que um quinto da população mundial feminina é vítima de alguma forma de violência doméstica. A Lei Maria da Penha (Lei 11.340/06) em seu art. 5º aponta que violência doméstica e familiar contra a mulher é “qualquer ação ou omissão baseada no gênero que lhe cause morte, lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico e dano moral ou patrimonial, quando praticada no âmbito da unidade doméstica, da família ou em qualquer relação de afeto”.

“Pegada Ecológica” de Natal será lançada no Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte

Foto: assessoria de imprensa

Em Natal, já são mais de 800 mil habitantes que mantém diversos hábitos de consumo todos os dias afetando o meio ambiente. Por exemplo, a energia elétrica consumida, o tipo de alimentação, os meios de transporte e a geração de lixo. Para dimensionar esses impactos deixados pelo homem no ecossistema da capital potiguar, a Prefeitura de Natal, em parceria com o Banco do Brasil, a Fundação Banco do Brasil, Agência Nacional de Águas (ANA) e a WWF Brasil promovem na próxima terça-feira (31), o Lançamento da ‘Pegada Ecológica’ de Natal.

O evento será realizado no auditório do Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte, às 9h, e vai contar com a presença do prefeito Carlos Eduardo, do secretário de Meio Ambiente e Urbanismo de Natal (Semurb), Marcelo Rosado e demais secretários municipais. Além do superintendente do Banco do Brasil no Estado, Sérgio Luiz Cordeiro de Oliveira, representantes da WWF Brasil, membros da sociedade civil organizada, autoridades e entidades ligadas ao meio ambiente.

A Pegada Ecológica de Natal que será entregue à Prefeitura pela WWF-Brasil constitui uma importante ferramenta de apoio ao planejamento e a gestão pública. As informações serão usadas para desenvolver e ampliar ações que ajudem a reduzir os impactos do consumo sobre o meio ambiente.

Sobre a Pegada Ecológica

A Pegada Ecológica de um País, de uma cidade ou de uma pessoa, corresponde ao tamanho das áreas produtivas de terra e de mar, necessárias para gerar produtos, bens e serviços que sustentam determinados estilos de vida.  Expressada em hectares globais (gha) permite comparar diferentes padrões de consumo e verificar se estão dentro da capacidade ecológica do planeta.

Em outras palavras, são os rastros deixados pelo homem traduzidos em hectares para identificar a extensão de território que uma pessoa ou toda uma sociedade “utiliza”, em média, para se sustentar.

O cálculo da pegada ecológica é importante, pois com ele é possível medir, comparar e administrar o uso dos recursos naturais através da economia. Quanto maior a pegada ecológica de uma atividade, mais danos causados ao meio ambiente.

Serviço:

Lançamento da Pegada Ecológica de Natal
Local: Auditório do Parque da Cidade, Avenida Omar O’Grady 8080, Candelária.
Hora: 9h

Programação

8h30 – Café da manhã e abertura
9h – Apresentação do programa Água Brasil
9h15 – Mesa de abertura
9h45 – Lançamento e entrega simbólica da publicação para representantes da Prefeitura de Natal
10h10 – Apresentação da Pegada Ecológica – Fabricio Campos – Ecossistemas
11h15- Plenária para perguntas e considerações
12h – Encerramento

Obras do novo Mercado das Rocas devem ser concluídas neste semestre

Foto: Marco Polo

Foto: Marco Polo

O prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves visitou na tarde desta quinta-feira (26), as obras do novo Mercado das Rocas. Com a presença de muitos moradores e autoridades o chefe do executivo municipal percorreu todos os ambientes do novo prédio e acompanhou de perto os últimos detalhes da obra que está prevista para ser entregue até o final do primeiro semestre de 2015.

O novo prédio contará com 82 salas, três restaurantes, um elevador, duas escadas, quatro entradas, quatro banheiros, dois vestiários e um fraldário, adaptados para portadores de deficiência física. E além dos 54 boxes de venda, o mercado terá também espaço para caixas eletrônicos, dois balcões de informações e uma praça de alimentação com ambiente interno climatizado.

Foto: Marco Polo

Foto: Marco Polo

Foram investidos em torno de R$ 5 milhões na reforma do mercado com recursos do Governo Federal e da Prefeitura de Natal.

Para o prefeito, a obra servirá para estimular ainda mais as atividades dos pequenos comerciantes que tanto movimentam a economia da comunidade. “Temos uma política de sempre estarmos ajudando e incentivando o pequeno comerciante. Tudo que consumimos no nosso dia a dia passa de uma forma ou de outra pelas mãos deles. O novo Mercado das Rocas é um grande exemplo de como incentivar esta classe tão trabalhadora” enfatizou.

O titular da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur), Raniere Barbosa explica que a prefeitura investiu na qualificação profissional como forma de garantir a qualidade dos serviços dos permissionários. Estão previstos treinamentos e profissionalização como princípios básicos a serem adotados pelos comerciantes. Serão oferecidas palestras, oficinas e minicursos, sobre plano de negócios, atendimento ao cliente, motivação e marketing pessoal. Além disso, consultorias em identidade visual e boas práticas de manipulação e distribuição.

“Não basta apenas construirmos um prédio novinho em folha e não darmos uma qualificação adequada para aqueles que aqui irão exercer suas atividades. Vamos dar cursos preparatórios para que todos exerçam um trabalho de qualidade a população” ressaltou Raniere.

Estão destinados 40 boxes a antigos comerciantes que trabalhavam antes do fechamento do mercado em 2008, 23 serão destinados aos permissionários temporários e outros 19 serão comercializados pela Prefeitura por meio de edital público.

Fonte: Assecom

“Arte na Páscoa” reúne artesanato e gastronomia na Praça da Arvore em Mirassol

Artesanato -  Foto João Maria Alves (5)

Foto: João Maria Alves

O melhor da gastronomia e do artesanato potiguar estará disponível a partir desta sexta-feira (27), na Praça da Árvore em Mirassol, no projeto “Arte na Páscoa”. O evento promovido pela a Prefeitura Municipal do Natal, por meio das secretarias municipais de Serviços Urbanos (Semsur) e Cultura (Secult), funcionará das 16h00 às 22h00, até o dia 29 de março e é uma ótima oportunidade para quem deseja presentear e quer antecipar suas compras de páscoa.

Participam do evento 100 artesãos e no local será instalada a praça de alimentação, parque de brinquedos e haverá apresentação cultural com Paulo Varela e, abertura da loja “Natal Original”.  No espaço dedicado à gastronomia terá a participação de food truck, gelaterias com sorvetes  artesanais, chocolates gourmet, doces, culinária regional e gastronomia especializada em massas finas.

Segundo o secretário de Serviços Urbanos, a iniciativa fomentará a cultura do artesanato local. “A edição especial do Arte na Páscoa tem como objetivo valorizar o trabalho dos artesãos e proporcionar um espaço de lazer dedicado às famílias. A diversificação de produtos que serão oferecidos durante os três dias de evento se torna uma boa opção para o natalenses nesta páscoa”, afirma.

A Semsur disponibiliza toda a estrutura de tendas, pavilhões, mesas e cadeiras, além dos banheiros químicos e iluminação.

Serviços

O projeto “Arte na Páscoa” será realizado, nos dia 27, 28 e 29 de março, das 16h às 22h, na Praça da Árvore, no Bairro Mirassol.

Natal conquista pela sétima vez o prêmio Top Aviesp como melhor cidade do País para fazer turismo

IMG_9192

foto: Canindé Soares

Natal foi agraciada pela 7º vez com o prêmio Top Aviesp 2015 conferido pela Associação Brasileira de Agências de Viagens do Estado de São Paulo (Aviesp), como melhor cidade do Brasil para se fazer turismo em consulta feita aos 500 agentes de viagens paulistas. A comunicação foi feita pelo presidente da Aviesp, Marcelo Matera ontem à noite (dia 25) ao secretário municipal de Turismo (Setur), Fernando Bezerril.

A entrega do prêmio será no próximo dia 10 de abril em Campinas, em solenidade programada pela Aviesp com vencedores de outras categorias. Segundo o secretário Fernando Bezerril este é um momento de comemoração, pois mostra que Natal continua na preferência dos turistas nacionais. O interior de São Paulo é o segundo maior pólo emissor de turistas do Brasil.

Relaciona ainda que em sua passagem anterior a frente da Prefeitura do Natal o prefeito Carlos Eduardo ganhara outras condecorações, somando agora sete prêmios Top Aviesp. “O prefeito Carlos Eduardo preparou Natal para receber os turistas com obras de infraestrutura onde as praias urbanas ganharam nova urbanização e outras intervenções na capital, melhorando a autoestima dos natalenses além da divulgação do destino Natal, é com muito orgulho que vamos receber este prêmio”.

Parque da Cidade está no grupo das Unidades de Conservação mais visitadas do País

image

Marco Polo

O Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte está classificado no segundo grupo das Unidades de Conservação (UC´s) mais visitadas do País, com 150 a 300 mil visitas/ano. O índice é baseado num estudo divulgado pelo Instituto Semeia sobre a Situação do Uso Público nas UC’s brasileiras. O Instituto é uma organização não governamental que analisa e mapeia os modelos de UC´s, na categoria parques, disponíveis no Brasil.

Pela classificação do Instituto são cinco faixas de visitação na categoria parques, a primeira engloba as UC´s que recebem acima de 300 mil visitas/ano; a segunda de 150 a 300 mil visitas/ano – a qual esta incluso o Parque da Cidade; a terceira de 50 a 150 mil visitas; a quarta, abaixo de 50 mil visitas e a última, em que não houve visitação.

Segundo dados da administração do Parque da Cidade, nos meses de janeiro e fevereiro a unidade de conservação natalense recebeu 30.658 visitantes, uma média diária de 519,6 pessoas. A partir destes números, a equipe técnica do Parque fez uma projeção anual e a expectativa é receber até o fim desse ano 189.663 visitantes.

“O aumento no número de visitantes, mostra o interesse das pessoas em visitar as Unidades de Conservação para o lazer, prática de exercícios e estudos de campo e pesquisas científicas. Pelo trabalho que a equipe do Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte vem desenvolvendo e a divulgação positiva que tem sido feita pelos próprios visitantes, o nosso parque estará dentro da primeira categoria em breve”, comemora o administrador do Parque, Carlos da Hora.

Ainda de acordo com dados da administração da Unidade, só a portaria de Cidade Nova, na Zona Oeste, recebeu nos dois primeiros meses do ano, 21.347 visitantes, numa média de 361,8 pessoas/dia. Destes, 19.550 entraram caminhando, 3.531 motorizados e 1.874 de bicicleta.

Já portaria da Avenida prefeito Omar O’Grady, na Zona Sul, recebeu 9.311 visitantes no mesmo período de janeiro e fevereiro, numa média de 157,8 pessoas/dia. Entraram caminhando, 1.273 visitantes; 7.192 entraram de carro e 844 pedalando suas bicicletas.
O PARQUE
O Parque da cidade foi idealizado com o objetivo de preservar uma das principais áreas de recarga de aquífero de Natal. Concebido pelo arquiteto Oscar Niemeyer, a Unidade de Conservação foi inaugurada em junho de 2008. Com uma área de 132,36 hectares está situado na Zona de Proteção Ambiental 1 (ZPA-1), entre os bairros de Candelária e Cidade Nova. O local possui rica biodiversidade de espécies remanescentes de mata atlântica, e de animais mamíferos, répteis e pássaros.
Fonte:Assecom