Projeto Eco Praça chega a Zona Norte com o tema “Diversidade”

ecopraca

Foto: Rayanne Fonseca

Enfim o Eco Praça chega a Zona Norte, maior e mais populosa região de Natal, e com uma edição que terá como tema Diversidade e será realizada no próximo domingo, durante todo o dia, na Área de Lazer do Panatis.

A temática Diversidade estará representada em toda a programação e procura mostrar e reforçar a pluralidade de manifestações e ideias que existem em nossa cidade. O evento começa às 8h com um piquenique coletivo, seguido pela já tradicional yoga com professor Marcelo Kramer e da massagem shantala, prática de origem indiana que proporciona diversos benefícios físicos e emocionais para pais e bebês, e que será promovida pelo Grupo Ventre Luz.

Às 10h o momento será de diversão e de se exercitar com o aulão de zumba promovido pelo professor Lucca Baleiro. Em seguida a facilitadora Denise Salgado apresenta as Danças Circulares Sagradas, um momento único para conhecer as expressões folclóricas e contemporâneas de diferentes povos do mundo.
Ainda pela manhã, cerca de 70 crianças do Colégio Absoluto visitarão o Eco Praça e participarão de uma gincana e oficina de plantio de mudas organizada pela ONG Mundo Eco e da oficina CASA COR(AÇÃO) ♡ do Centro Acadêmico Giácomo Palumbo da Universidade Potiguar. A oficina tem o intuito de trazer um momento de reflexão sobre até onde as pessoas são responsáveis pela construção da cidade.

A tarde começa com uma roda de conversa com o tema – Os Desafios da Representatividade LGBT em Natal. Vários grupos interessados no assunto vão abordar os direitos civis do movimento LGBT e se os representantes públicos que apresentam uma tentativa de luta a favor da igualdade dos integrantes do movimento estão cumprindo esse papel. Participam desse bate-papo os grupos: Atransparência/RN – Associação de Travestis e Transexuais Potiguares, Coletivo Geni Croquette, Movimento Kizomba, Levante Popular da Juventude e Coletivo Juntos.

No mesmo horário em outro ponto da área de lazer a Cia Eureka de Teatro apresenta “Caravana da alegria”, projeto que mistura teatro, música, e poesia tratando dos mais variados temas que envolvem a vida humana, de maneira simples e singela. A intervenção faz uso de uma linguagem popular e é dirigida para todos os públicos e para todas as idades. A primeira banda a se apresentar no Eco Praça – Diversidade será a Plutão Já Foi Planeta, que sobe ao palco a partir das 14h30. Formada em 2013, a banda inova em suas composições autorais com o uso de ukulele e escaleta, além da troca de instrumentos entre seus integrantes. Brinca também com diferentes estilos que passam pelo indie folk e rock popular. O álbum de estreia “Daqui Pra Lá” obteve destaque ao receber o Prêmio Hangar 2014 na categoria de Revelação Musical do RN.
Também às 14h30, no espaço infantil, a criançada aproveita as histórias contadas pela educadora, Evanir Pinheiro. Em seguida, Hórus, o Ilusionista resgata a prática da arte da mágica nas ruas, levando encanto, diversão e curiosidade aos espectadores com sua exímia habilidade de criar toda sorte de ilusões. Da mágica do ilusionismo para a magia do circo! A atração seguinte chega fazendo muita estripulia – é a Tropa Trupe e seu trio de palhaços, Fino, Sula e Piruá que apresentam, a partir das 15h30, com seus melhores números no espetáculo “Combo” que é garantia de muitas gargalhadas.

Mais um momento para uma boa conversa na vivência “As nuances da Cultura de Resistência”, que começa às 16h, que pretende estimular o debate sobre como as produções na arte e na cultura, em particular o rap e as expressões estéticas como o grafite, protagonizadas pela juventude periférica, podem ser expressões de inventividades e de resistências à segregação social. A atividade contará com a participação de Divaneide Basílio (Secretária de Juventude do Rio Grande do Norte), Julimar Gonçalves (Profª Doutora em Ciências Sociais na UFRN), Marlos Bezerra (Profº Doutor e Psicólogo, realiza pesquisas com juventude), Miguel Carcará (supervisor da CUFA – Central Única das Favelas em Natal), Adriana Carla (ex-integrante da posse Lelo Melodia do Guarapes e militante em associação de bairro), Alexandre Taurus (Agregados do Rap), Cláudia Gazola (representante do Coletivo Leila Diniz), Motyrum Infanto Juvenil – Programa Motyrum de Educação Popular em Direitos Humanos da UFRN e do Observatório da População Infantojuvenil em Contextos de Violência da UFRN – Obijuv.

O projeto musical Igapó de Almas apresenta, às 16h20, seu repertório que permeia entre temas instrumentais e canções autorais com elementos rítmicos indígenas e caboclos trazidos para a linguagem da música eletrônica. Em seguida, o hip hop toma conta do Eco Praça com a apresentação do Carcará na Viagem, que traz na bagagem influências dos ritmos regionais mesclando Rap, Coco, Embolada, Ragga e Funk com composições próprias que falam do dia a dia na periferia da cidade, luta de classes, liberdade de expressão e claro, do Nordeste. A apresentação contará ainda com a participação especial de grupos break como o Jesus Flava Gang e outros.
Iniciando a noite, Mc Priguissa traz para o público o seu som contagiante resultado de uma fusão de repente com raggamuffin e dancehall com embolada. Poeta urbano e porta-voz de uma geração que se multiplica e cada vez mais ganha força nas periferias das cidades brasileiras, Priguissa gravou seu primeiro disco com a participação de diversos artistas nacionais como o funkeiro MC Catra e o produtor pararense Pro.efX.

Encerrando esse Eco Praça Diversidade, a banda Cafonaite desperta, com sua experiência meio brega e meio rock, a nostalgia pelas composições mais românticas da música brasileira com as declarações de amor de Reginaldo, Roberto, Odair, Carlos Alexandre, Wando e tantos outros que encantaram o Brasil. Na estrada desde 2011, o Cafonaite conta com um time aprumado que reconhece a força do romantismo brasileiro e apostaram no glamour da musica romântica.
Atividades Paralelas

No decorrer de todo domingo outras intervenções serão realizadas em diferentes pontos da área de lazer, e entre elas, uma novidade – o Parkour – prática física radical que já possui alguns praticantes em Natal. O grupo Urban Flying estará no Eco Praça apresentando o PK (abreviação de Parkour), atividade na qual os praticantes usam seu corpo para superar obstáculos de qualquer natureza em seu ambiente — desde galhos e pedras até grades e paredes de concreto. As oficinas de Slackline, Tecido Acrobático com Luisa Guedes e Artes Circenses com Aya Almeida estarão presentes na programação do dia, como também, duas expressões que representam muito bem as raízes da cultura brasileira – a Capoeira e o Roda de Coco.

Eco Praça
O projeto Eco Praça surgiu com o objetivo de promover junto à sociedade, a utilização, ocupação e revitalização consciente e coletiva dos espaços públicos e promover a revitalização e ressignificação desses espaços. O Eco Praça incorpora em seu conceito diversas experiências culturais, atreladas a discussões relacionadas ao direito à cidade, com o objetivo de despertar no público participante o interesse pela gestão comunitária dos espaços públicos. A ação é idealizada e promovida pelo Instituto LEV, organização social autônoma e popular, que desenvolve ações afirmativas de caráter cultural, político e eco-pedagógico, com o objetivo de promover e difundir habilidades para alcançar um modo de vida sustentável.

Serviço:

Eco Praça – Diversidade
Domingo (12/04) – de 8h às 20h – Área de Lazer do Conjunto Panatis – Zona Norte
Mais informações: producaoecopraca@gmail.com e http://www.facebook.com/ecopraca
Programação:
– 08h – Abertura do evento: Piquenique coletivo
– 09h – Yoga com Marcelo Kramer
– 09h – Shantala – Ventre Luz
– 10h30 – Aulão de zumba com Lucca Ballero
– 11h – Abertura da feira e da praça da alimentação
– 11h – Danças Circulares Sagradas com Denise Salgado
– 12h – Discotecagem com DJ Caxangá
– 14h – Vivência II – OS DESAFIOS DA REPRESENTATIVIDADE LGBT EM NATAL. Grupos participantes: Atransparência, Coletivo Geni Croquette, Kizomba, Levante e Juntos
– 14h – Cia Eureka de Teatro – Caravana da Alegria
– 14h30 – Plutão Já Foi Planeta
– 14h30 – Contação de História com Evanir Pinheiro
– 15h – Hórus, o Ilusionista
– 15h30 – Espetáculo Combo – Tropa Trupe
– 16h – Vivência II – AS NUANCES DA CULTURA DE RESISTÊNCIA. Grupos participantes: Adriana Carla (ex-integrante da posse Lelo Melodia do Guarapes e militante em associação de bairro), Alexandre Taurus (Agregados do Rap), Julimar Gonçalves (Profª Doutora da UFRN), Carcará (CUFA), Motyrum infanto, OBIJUV (Observatório da População Infanto-Juvenil em Contexto de Violência) e Divaneide Basílio (Secretária de Juventude)
– 16h20 – Igapó de Almas
– 17h20 – Carcará e Jesus Flava Gang
– 18h20 – Priguissa
– 19h00 – Cafonaite
E mais:
Intervenções artísticas
Coco de Roda
Oficina de pintura de camisetas com temática feminista/LGBT
Oficinas de Tecido Acrobático com Luisa Guedes
Slackline Natal – Na Fita RN
Parkour – Urban Flying
Artes Circenses com Aya Almeida
Capoeira

Fonte: Assecom

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s