Concurso Escola de Leitores leva 38 docentes de 19 escolas públicas à Colômbia

Professores de escolas públicas de São Paulo, Rio de Janeiro e Natal terão a oportunidade de conhecer e vivenciar iniciativas inspiradoras de políticas públicas para o desenvolvimento de leitores, em Medellín e Bogotá, na Colômbia. O país se sobressai na América do Sul por seu sistema de bibliotecas. O intercâmbio Brasil-Colômbia do concurso Escola de Leitores, acontece de 26 de abril a 3 de maio, e é uma ação do programa Prazer em Ler, do Instituto C&A. A iniciativa faz parte da premiação das instituições de ensino que venceram a terceira edição do concurso, realizada no ano passado.

A novidade do intercâmbio deste ano é que ele começa com uma etapa preparatória na capital do Rio de Janeiro, incluindo a visita a bibliotecas referenciais no Brasil. O tour inclui a visita à legendária Biblioteca Nacional, bem como instalações contemporâneas, como a Biblioteca Parque de Manguinhos, erguida sob a influência da sabedoria colombiana de fazer bibliotecas.

A viagem internacional começa pela cidade de Medellín, berço das principais políticas de bibliotecas públicas da Colômbia, e segue por Bogotá, primeira metrópole latino-americana a receber da Unesco, em 2007, o título de Capital Mundial do Livro. O intercâmbio pretende inspirar e aliar a troca de experiências a enriquecimento cultural e oportunidade dos professores de construir relacionamento.

Os docentes vão conhecer a rede de bibliotecas colombianas, conhecidas como bibliotecas-parque, porque compartilham, nesses espaços: recursos, conhecimentos, esforços e experiências, para melhorar as necessidades educacionais e culturais das comunidades que atendem.

A programação da viagem inclui palestras, conversas com escritores e visitas a bibliotecas públicas, escolares e instituições culturais. Os professores participantes, dois de cada instituição vencedora, terão contato com especialistas em promoção da leitura, como o biblioteconomista Didier Álvarez, professor associado da Escuela Interamericana de Bibliotecología da Universidad de Antioquia, e a biblioteconomista Silvia Castrillón, profissional de referência em leitura literária. O intercâmbio ainda prevê o diálogo com escritores colombianos de literatura infantil e juvenil, como Yolanda Reyes, Pedro Badrán e Jaime Bultrago.

Além dos 38 professores, a comitiva conta com representantes do Instituto C&A e com um convidado de cada Secretaria Municipal de Educação das cidades participantes, mais um representante de cada organização formadora: Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE), de Natal; Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ), do Rio de Janeiro; e Centro de Estudos A Cor da Letra, de São Paulo. As organizações foram convidadas pelo Instituto C&A para assessorar as escolas municipais na formação e no acompanhamento técnico de seus projetos.

Escola de Leitores
O intercâmbio Brasil-Colômbia é parte do concurso Escola de Leitores, que no ano passado selecionou instituições com projetos de incentivo à leitura e de promoção de novos leitores em Natal, Rio de Janeiro e São Paulo. Foram recebidas 207 inscrições nas três cidades, das quais 19 foram selecionadas. Cada escola vencedora recebeu R$ 15 mil para desenvolver o projeto, entre setembro de 2014 e dezembro de 2015, além do acompanhamento técnico de uma organização formadora com a intenção de potencializar as ações de promoção da leitura.

O processo seletivo do concurso foi conduzido por comissões de cada organização formadora e teve quatro etapas: triagem inicial, triagem qualitativa, avaliação técnica e visitas técnicas. Entre os critérios de seleção, estavam: convergência com a concepção do concurso; coerência no orçamento; abordagem dos quatro eixos do programa Prazer em Ler (espaço, acervo, mediação e gestão); e histórico de promoção da leitura na escola.

A primeira edição do concurso Escola de Leitores aconteceu entre 2009 e 2010, onde foram selecionados projetos de leitura de 22 escolas nas cidades de São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Natal (RN) e Paraty (RJ). A segunda edição, entre 2011 e 2012, constou da implementação de 24 projetos em escolas de São Paulo, Rio de Janeiro, Natal e Porto Alegre (RS).

Prazer em Ler
O programa Prazer em Ler foi criado em 2006 e tem por objetivo contribuir para a efetivação do direito à leitura, por meio da formação de leitores, da formulação e do aperfeiçoamento de políticas públicas. Suas principais frentes de trabalho são o apoio ao desenvolvimento de polos de leitura, a promoção da leitura literária em escolas públicas, por meio do concurso Escola de Leitores, e o fomento a ações de disseminação da importância da leitura. O programa apoia o desenvolvimento de projetos de leitura em ONGs, escolas, bibliotecas e outros espaços institucionais. Também dissemina a importância da leitura na sociedade em geral e se articula com os diferentes agentes que atuam ou possam atuar na promoção da leitura.

Sobre o Instituto C&A
O Instituto C&A foi criado em 1991, com o objetivo de planejar, gerenciar e executar a política de investimento social da C&A. A instituição atua com foco na promoção da educação de crianças e adolescentes, por meio de alianças interinstitucionais e do apoio a organizações da sociedade civil. Em 2015, o Instituto C&A passou a representar a C&A Foundation no Brasil, organização social de origem privada, que possui iniciativas voltadas à melhoria das condições de vida de pessoas ligadas ao setor têxtil e à ajuda humanitária.

Com o respaldo da fundação, o Instituto C&A amplia suas atividades no País. Além dos já fortalecidos programas das áreas de Educação, Arte e Cultura; Desenvolvimento Institucional e Comunitário; e Mobilização Social, o Instituto C&A constitui uma frente de trabalho dedicada à melhoria das condições de vida de pessoas ligadas ao setor têxtil, com ênfase em produto (apoio ao desenvolvimento de matérias-primas mais sustentáveis), fornecimento (apoio à indústria de vestuário para reduzir o impacto ambiental de suas operações) e pessoas (melhoria das condições de vida daqueles que participam da cadeia de fornecimento de vestuário).

Desde a sua criação, o Instituto C&A já investiu mais de US$ 112 milhões, em 1,82 mil projetos sociais, em mais de cem cidades. Tais ações envolveram aproximadamente 1 milhão de pessoas, especialmente crianças, adolescentes e educadores

Fonte: Assecom

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s