Conheça os museus de Natal

­­­

Por: Gunther Guedes

Natal/RN oferece muito mais que o binômio Sol e Mar e para demonstrar, fizemos a lista dos 11 museus de nossa cidade. Cada um com sua história e curiosidades.

Museus de Natal

  1. 1.   Barreira do Inferno

Durante a Segunda Guerra Mundial, Natal ficou conhecida como “Trampolim da Vitória”, por servir de base de apoio para as Forças Aliadas rumo à Europa. A localização estratégica também trouxe para a cidade a base aérea de lançamento de foguetes, conhecida como Barreira do Inferno, por estar localizada á margem das falésias de barro vermelho. Conta-se que antigos pescadores batizaram o local com esse nome por avistarem do mar a costa vermelha, brilhando no sol. Desde 1965 mais de dois mil foguetes já foram lançados. O local está aberto à visitação pública, de segunda a sexta, das 9h30 às 11 horas; na segunda, quarta e sexta, das 13h às 14 horas; na terça e quinta, das 13h30 às 15h30.
Informações: (84) 3643.1348.

Endereço: na rota do sol, estrada para Pirangi do Sul.

Horário de funcionamento: segunda a sexta: 09h30 às 11h; segunda a sexta: 13h às 14h.

Valor de entrada: gratuito.

Barreira do Inferno

  1. 2.    Casa de Câmara Cascudo

A Casa de Câmara Cascudo reúne o maior acervo do historiador, jornalista, antropólogo Luís da Câmara Cascudo, que lá residiu por cerca de 40 anos e produziu grande parte de sua obra. Presente no museu, estão dez coleções, além de toro acervo bibliográfico e documental do patrono. Curiosidades como paredes autografadas da bliblioteca, a precisa pinacoteca do escritor, além do mobiliário de época e coleção de comendas que recebeu ao redor do mundo, são algumas das atrações do espaço, que testemunha uma vida dedicada ao saber e a cultura de nosso país.

O museu está localizado na Avenida Câmara Cascudo, 377, – na Cidade Alta, e está aberto de terça a sábado, das 09h às 17h. Preço do ingresso: R$ 3 (estudantes e maiores de 65 anos pagam meia). Alunos da rede pública e projetos sociais estão isentos do pagamento. Professores da rede particular, desde que acompanhados dos seus alunos, também são insentos do pagamento.

Endereço: Avenida Câmara Cascudo, 377, Cidade Alta

Horário de funcionamento: terça a sábado: 09h às 17h.

Valor da entrada: R$ 3 (estudantes pagam meia).

Casa de Câmara Cascudo

  1. 3.   Espaço Cultural Palácio do Potengi (Pinacoteca)

Voltar ao passado e conhecer de perto o dia-a-dia dos antigos governadores do estado, esta é a proposta do Espaço Cultural Palácio do Potengi, onde funciona hoje a Pinacoteca do Estado. No espaço funcionou a antiga sede do Governo do Estado, onde guarda todo mobiliário original dos tempos de Palácio, além de ser um espaço de exposições culturais e artísticas.

O prédio, em estilo neoclássico, foi construído em dois pavimentos, com partidos de planta retangular. Possui telhado de quatro águas, arrematado por platibanda corrida. Apresenta uma fachada perfeitamente simétrica. Possui portada central, com três vãos em arco pleno emoldurados por cornija e cunhais, ladeada por janelas de vergas retas. O pavimento superior apresenta janelas rasgadas, com guarda-¬corpo de ferro, e na parte central um sacada corrida. Ostenta um frontão triangular com brasão no tempano. Sobre a janela central, vê-se a inscrição de uma data -1868 -provavelmente o ano em que foi concluída a fachada, pois não guarda qualquer relação com o início ou conclusão do prédio

Endereço: Praça Sete de Setembro, Cidade Alta.

Horário de funcionamento: terça a sábado, das 09h às 16h.

Valor da entrada: gratuito.

 Espaço Cultural Palácio do Potengi(2)

  1. 4.   Forte dos Reis Magos

A Fortaleza da Barra do Rio Grande, popularmente conhecida como Forte dos Reis Magos ou Fortaleza dos Reis Magos, foi o marco inicial da cidade — fundada em 25 de Dezembro de 1599 —, no lado direito da barra do Potengi (hoje próximo à Ponte Newton Navarro). Recebeu esse nome em função da data de início da sua construção, 6 de janeiro de 1598, Dia de Reis, pelo calendário católico. Durante a visita, o interessado é acompanhado por um guia que detalha a construção do forte e a história de Natal e de todo o Rio Grande do Norte. Telefone: (84) 3202-9006.

Endereço: Praia do Forte.

Horário de visitação: Diariamente – 8:00 – 16:30h

Valor da entrada: R$ 3,00 (inteira), sendo 1,50 ( estudante)

 Fortaleza dos Reis Magos

 

  1. 5.   Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte

Localizado na Rua Conceição, 622 Cidade Alta, o Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte é considerado o arquivo cultural oficial mais antigo de Natal. Contém fotografias, jornais e revistas mostrando a vida passada da cidade. Tel: 3221-1228

Endereço: Rua Conceição, 622 Cidade Alta, (Praça André de Albuquerque).

Horário de funcionamento:

Valor da entrada: gratuito.

Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte(1)

  1. 6.   Memorial Câmara Cascudo

O folclorista mais importante do Brasil, natural do Estado, tem o seu memorial aberto à visitação, terça a domingo, 08 às 17 horas, localizado na Praça André de Albuquerque, Cidade Alta. O acervo reúne suas obras e documentos históricos que contam a vida e a obra do pesquisador.
Informações: (84) 3211.8404.

Endereço: Praça André de Albuquerque, Cidade Alta.

Horário de funcionamento: 08 às 17h.

Valor da entrada: gratuito

Memorial Câmara Cascudo(1)

  1. 7.   Museu Câmara Cascudo

Possui o mais completo acervo sobre o patrimônio histórico, cultural e natural do Rio Grande do Norte, sendo mantido pela Universidade Federal do Estado, estando localizado na Av. Hermes da Fonseca, 1398, no bairro do Tirol. O acervo abriga peças arqueológicas e paleontológicas (fósseis e riquezas minerais da Região) e está aberto à visitação das terças às sextas-feiras, das 8 às 11h30 e das 14 às 17h30.
Informações: (84) 3215.4192. Para visitar o Museu, é necessário agendar no telefone: 84-3342-4903.

Endereço: Avenida Hermes da Fonseca, Tirol.

Horário de funcionamento: terças às sextas, 09h às 17h.

Valor da entrada: gratuito.

Museu Câmara Cascudo

  1. 8.   Museu de Arte Sacra

Aos amantes de arte, uma dica é conhecer o Museu de Arte Sacra, que está instalado no primeiro piso da Igreja Santo Antônio (também conhecida como Igreja do Galo), no bairro da Cidade Alta. O espaço abriga imagens do século XVII ao XX, esculturas do período barroco, além de trajes e mobiliário de época. Visita imperdível. Tel: (84)3211-4236

Endereço: Rua Santo Antonio, 698, Cidade Alta.

Visitação: Terça-feira a sábado, das 9h às 17h e domingo, das 11h às 17h.

Valor da entrada: gratuito.

Museu de Arte Sacra(1)

  1. 9.   Museu do Brinquedo Popular

O Museu do Brinquedo Popular está localizado na Avenida Rio Branco, Centro da Cidade, e abriga a história e artefatos de brinquedos populares do nosso estado e também do Brasil. A primeira sala abriga carrinhos de rolimã de todos os tamanhos. A seguir, bolinha de gude, baladeira, curral de osso, futebol de prego, carrapateira, cama-de-gato, roladeira, corrupio, uma verdadeira e invejável coleção de brinquedos populares. O foco do museu é voltado às brincadeiras populares e aos brinquedos, geralmente construídos pela própria criança ou pelo pai, ou seja, tem fins puramente lúdicos.

A visitação ao Museu do Brinquedo Popular é gratuita e ocorre de segunda à sexta, das 7h30 às 21h. Aos sábados, o horário é das 7h30 às 16h. Caso um grupo a visita envolva um grupo com mais de 15 pessoas é necessário fazer o agendamento através do telefone 4005-0967.

Endereço: Avenida Rio Branco, Cidade Alta, – localizado no interior do IFRN Cidade Alta.

Horário de funcionamento: segunda à sexta, 07h30 às 21h. Aos sábados, a visita ocorre a partir das 07h30 às 16h.

Valor da entrada: gratuito.

Museu do brinquedo popular

  1. 10.               Museu da Cultura Popular

O Museu de Cultura Popular, instalado no ano de 1988 no antigo Palácio do Governo na Rua Chile, mantém acervo de fotografias, peças, indumentárias e instrumentos utilizados pelas mais representativas manifestações populares de Natal e do RN, além do acervo de literatura de cordel e do Projeto Chico Traíra editado pela Fundação José Augusto. Tem um acervo permanente e espaço para exposições temporárias. Tel: (84) 3232-8149

Endereço: Prédio da antiga Rodoviária de Natal, Praça Augusto Severo, Ribeira

 Visitação: diariamente: 9h10 às 16h.

Valor da entrada: Gratuito

 museu da cultura popular

  1. 11. Solar João Galvão de Medeiros

O Solar é uma construção do início do século XX. Teve como um dos primeiros proprietários o Coronel Aureliano de Medeiros, responsável pela construção do imponente Solar Bela Vista em terreno lateral ao do Solar João Galvão, com materiais vindos da Bélgica, França e Alemanha, e acabou sendo uma espécie de “Taj Mahal”. Tombado pelo Patrimônio Histórico, o lugar já foi um hotel luxuoso para poucos (décadas de 50 e 60 principalmente) privilegiados. Seu salão de festas foi testemunha de grandes festas desde a Segunda Guerra Mundial, quando a cidade foi base militar norte-americana.

Atualmente é administrado pelo SESI/RN, funciona como centro cultural e também abriga a Agência Cultural Sesi/Sebrae. Tem auditório para palestras, espaço para exposições e em suas salas são administradas aulas de música, artes plásticas e oficinas de artesanato. Telefone: 3212-1904.

Endereço: Avenida Câmara Cascudo, Cidade Alta.

Horário de funcionamento: Segunda à sexta: 8h às 18h.

Valor da entrada: gratuito.

Solar Bela Vista

Anúncios

Um pensamento sobre “Conheça os museus de Natal

  1. Pingback: 5 Dicas do que fazer em Natal num dia chuvoso | Viver Natal

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s