Feira de Artes de Petrópolis começa sexta-feira

Nessa sexta e sábado, a Praça das Flores, irá receber a Feira de Artes de Petrópolis, com a exposição de antiquários, artes plásticas, artesanato, flores e plantas ornamentais, além das oficinas e das apresentações culturais

 

A Feira de Artes de Petrópolis chega a sua terceira edição, com a temática ‘O são João começa na Praça’. O evento, realizado pela Organização Potiguar para o Desenvolvimento Sustentável (OPDS), com produção do jornalista de Toinho Silveira, acontece sempre no último fim de semana do mês, na Praça das Flores, expondo o trabalho de artistas plásticos, artesãos, antiquários e produtores de flores e plantas ornamentais. Este mês, o evento começa já nessa sexta (31) e segue até o sábado (1), das 10h às 20h.

Assim como nas edições anteriores, a partir das 19h, terão início as apresentações culturais. Para dá início ao clima junino, haverá apresentação de quadrilhas nos dois dias de evento. E uma atração já confirmada no primeiro dia, é o grupo Arquivo Vivo, que se apresenta tocando samba de raiz.

A coordenadora do evento, Graça Queiroga, fala sobre a importância da Feira está sendo incluída no calendário turístico do evento, fator que tem atraído mais de 1.200 pessoas em cada edição. “Dando continuidade ao evento no último final de semana de cada mês, o natalense e os turistas terão a oportunidade de conhecer as exposições artísticas dos artistas natalenses”, afirma Graça. E acrescenta, “com o apoio dos nossos parceiros (Governo do Estado, Prefeitura de Natal, Sesc e Sesi), conseguimos realizar  edição ainda melhor”, afirma.

 

Anúncios

Natal entre os destinos turísticos mais baratos

 

Felipe Gibson, Do G1 RN

Estudo da Embratur aponta Natal como a cidade com a terceiro menor tarifa de hospedagem do Brasil (Foto: Canindé Soares)Estudo da Embratur aponta Natal como a cidade com a terceiro menor tarifa de hospedagem do Brasil (Foto: Canindé Soares)

O preço para se hospedar em Natal é o terceiro mais baixo do Brasil e está entre os cinco menores do mundo. As informações estão na Pesquisa Internacional de Preços da Hotelaria (PPH) divulgada pelo Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur). A média registrada na capital do Rio Grande do Norte foi de US$ 123,71. A pesquisa levou em conta estadias de dois adultos por sete dias marcados com 60 dias de antecedência.

A Embratur escolheu cidades com perfil para turismo de lazer e potenciais destinos de negócios em todo o mundo. A coleta dos preços ocorreu de dezembro de 2012 a março deste ano. Foram consultados hotéis das três categorias: padrão econômico (1 e 2 estrelas), médio conforto (3 e 4 estrelas) e alto conforto (5 estrelas).

Para o coordenador da Câmara Empresarial do Turismo da Fecomércio/RN, George Gosson, o preço baixo registrado em Natal está relacionado com a questão da oferta e demanda. “Atualmente temos uma oferta de quase 30 mil leitos, mas a demanda não está no mesmo patamar”, explica. A consequência disso é que para ocupar as vagas ociosas, os hotéis fazem promoções para hospedagem na capital potiguar.

Ranking Tarifas Lazer (em US$)
Cidade Média
Miami 293,57
Punta Cana 278,90
Rio de Janeiro 246,71
Nova Iorque 245,82
Sydney 201,73
Paris 196,17
Cancun 193,89
Londres 189,10
Barcelona 174,72
Florianópolis 155,55
Recife 143,45
São Paulo 140,39
Fortaleza 126,81
Salvador 126,11
Natal 123,71
Manaus 117,36
Buenos Aires 115,77
Foz do Iguaçu 104,66
Santiago 100,49

“Do ponto de vista do destino a situação é favorável, pois mostra que Natal continua competitiva, mas ter uma tarifa maior, além de melhorar a arrecadação do hotel, contribui para o Município, que arrecada o Imposto Sobre Serviço (ISS)”, ressalta. Gosson acrescenta que a perda do hotéis é maior quando a venda de pacotes é feita com intermediação das operadoras. “O hotel fica com um valor de 30% a 35% menor”, calcula.

Tarifa aérea
Embora o preço esteja barato para a hospedagem, o custo da passagem aérea tem penalizado Natal, conforme avalia George Gosson. “Nesse caso ocorre o oposto: falta oferta”, afirma. O coordenador da Câmara de Turismo da Fecomércio/RN se baseia em números recentemente divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) sobre a malha aérea doméstica em 2010.

O levantamento do IBGE mostra que o custo médio da passagem para voos saindo de Natal é de R$ 339. O preço supera a média de Salvador, Recife e Fortaleza, justamente os principais concorrentes da capital potiguar no turismo. “É interessante para fazer o comparativo com essa concorrência. Esse custo varia de acordo com a frequência de viagens nas cidades pesquisadas. Quem recebe mais voos costuma ter a tarifa mais barata”, informou o chefe do IBGE no RN, Aldemir Freire, na época em que os dados foram divulgados.

Natal
Conhecida por suas praias e belas paisagens, Natal está entre as cidades mais atraentes do país. Segundo pesquisa realizada em outubro do ano passado pelo Ministério do Turismo, a capital potiguar é o 5º destino para onde os turistas mais têm vontade de ir. O estudo também aponta que a ‘Noiva do Sol’, como também é conhecida a cidade, é a 7ª mais procurada pelos turistas brasileiros.

Ainda segundo a pesquisa, 5,4% dos turistas brasileiros querem visitar a capital do Rio Grande do Norte. E para os que realizam este sonho, as praias da cidade são os locais prediletos. A praia de Ponta Negra, na área urbana de Natal, é um destes cartões postais. É lá que se encontra, à beira-mar, o Morro do Careca. A duna tem 107 metros de altura e embeleza ainda mais a famosa costa natalense.

Morro do Careca (Foto: Canindé Soares)
Morro do Careca (Foto: Canindé Soares)

 

O Morro do Careca é o principal símbolo turístico e cartão postal da cidade. É uma duna de 107 metros, margeada por vegetação. Localiza-se ao extremo sul da praia de Ponta Negra, a mais famosa da capital. No passado, a duna era fonte de diversão. Banhistas e turistas escalavam o morro e o desciam com a ajuda de uma prancha de madeira chamada de skibunda. No entanto, desde o fim dos anos 1990, sua escalada foi proibida como medida de preservação da mata nativa e, também, para evitar a descida da areia e diminuição da altura do morro.

Pôr do sol no rio Potengi (Foto: Canindé Soares)
Pôr do sol no rio Potengi (Foto: Canindé Soares)

 

O pôr do sol no rio Potengi também é atração turística das mais deslumbrantes da cidade. É possível pegar um barco e apreciar o fenômeno de dentro das águas do afluente, ao som de boa música. Um pedida ideal para casais e famílias inteiras que chegam à cidade. Chamado inicialmente de rio Grande, o nome Potengi significa em tupi ‘Rio de Camarões’. Berço da cidade, o rio Potengi nasce a 150 km de Natal, mas somente ao chegar na capital ele se torna largo e majestoso com a subida da maré, que transforma sua água escura para uma tonalidade verde esmeralda.

No Parque das Dunas, em Natal, é possível fazer trilhas e conhecer de perto a fauna e flora da região (Foto: Vanessa Simões)
No Parque das Dunas (Foto: Vanessa Simões)

 

Na zona Leste da capital, o Parque das Dunas também é uma opção para os que chegam a Natal e querem se aproximar ainda mais da natureza. O Bosque dos Namorados, como também é chamado o Parque, foi inaugurado em 1975 e tem uma área de aproximadamente 7 hectares com mais de 1.300 árvores, representando 50 espécies nativas da Mata Atlântica. No Parque, são três trilhas divididas por níveis de dificuldade e que permitem ao visitante conhecer um pouco mais sobre a fauna e a flora da região.

Fortaleza dos Reis Magos (Foto: Canindé Soares)
Fortaleza dos Reis Magos (Foto: Canindé Soares)

 

Contrastando com as belezas naturais, a Fortaleza dos Reis Magos é outro atrativo turístico da Noiva do Sol. A edificação conta um pouco da história da capital e de todo o estado do Rio Grande do Norte. Construído para proteger Natal ainda na época de sua colonização, a fortificação fica na praia do Forte, zona Leste da cidade. Hoje, a Fortaleza abriga um museu. A construção, que demorou 30 anos, foi concluída em 6 de janeiro de 1598, dia de Reis. A data é feriado municipal em Natal. E foi erguida sobre os arrecifes para garantir que o embasamento fosse sólido. Foram utilizados principalmente areia, óleo de baleia, bronze e grandes pedras de granito trazidos de Portugal.

Ponte Newton Navarro (Foto: Canindé Soares)
Ponte Newton Navarro (Foto: Canindé Soares)

 

Ao lado da Fortaleza dos Reis Magos, a Ponte Newton Navarro – estrutura que liga as zona Leste e Norte da capital, passando por cima do rio Potengi – é outra belíssima atração. Inaugurada em novembro de 2007, a edificação é considerada a mais alta ponte estaiada (suspensa por cabos) do país. E tornou-se ponto de visitação turística também devido à altura e imponência. A ponte possui 55 metros de altura em seu vão central e aproximadamente 1,8 km de extensão, dos quais cerca de 400 metros são sustentados por cabos de aço presos a dois mastros de 103 metros de altura cada.

Orla de Natal ganha novo visual até maio de 2014

A orla de Natal, que compreende as praias de Ponta Negra, Areia Preta, do Meio e Forte, passará por ampla reforma com mudança total de visual. O Projeto foi apresentado nesta segunda-feira, 27, ao prefeito Carlos Eduardo e aos empresários do Trade Turístico da Cidade pela Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura (Semopi). As obras integram as ações preparatórias para a Copa do Mundo e tem prazo de conclusão determinado para maio de 2014.  Os recursos, no valor de R$ 13,8 milhões, são oriundos do Orçamento Geral da União (OGU) e liberados através do Ministério do Turismo.

 

 

Conheça o projeto

 

 

 

De autoria das arquitetas Teresa Cristina Pires, diretora do Departamento de Planejamento e Jussara Albuquerque, Chefe do Setor de Projetos da Semopi, a reestruturação urbana da orla de Natal compreende duas ações: adequação e acessibilidade das praias de Areia Preta, Meio e do Forte; e adequação e acessibilidade da Praia de Ponta Negra. A previsão é de que as obras sejam licitadas em junho e iniciadas em agosto, período que coincide com a conclusão das obras de enrocamento da Praia de Ponta Negra.

 

O projeto beneficiará cerca de 7 km de orla e terá como principal diretriz a urbanização, serviços de eliminação de barreiras arquitetônicas, ordenamento do uso do solo, requalificação da orla urbana e consolidação do corredor turístico.

 Image

No geral, serão feitas as seguintes intervenções: adequações do passeio público com substituição do revestimento do piso; implantação de novos mobiliários urbanos; ciclovias entre as praias do Meio e Forte; adequação e distribuição dos quiosques em áreas mais agradáveis e amplas; implantação de banheiros acessíveis; criação de áreas de depósito para guarda de materiais dos quiosques; rampas e escadarias para acesso a faixa de areia; sinalização adequada; área de estacionamentos; substituição de iluminação pública; iluminação decorativa; paisagismo; áreas de recreação infantil; e academia da Terceira Idade.

 Image

Na ocasião, o prefeito Carlos Eduardo disse que o projeto seguirá para a licitação e que as obras deverão ser iniciadas nos primeiros dias de julho. “O desafio é concluir as obras até maio de 2014 porque a gente não vai perder essa oportunidade da Copa do Mundo. Natal vai estar na vitrine da mídia mundial. Sabemos que em dias de jogos a cidade contará com a presença de 1.800 jornalistas de todos os lugares do mundo. Isso sem contar que Natal, depois da copa, vai ter um legado que todos nós merecemos.”

 

O prefeito aproveitou a oportunidade para pedir o apoio dos auxiliares diretos envolvidos com o projeto e dos empresários do trade turístico para deixar a cidade organizada dentro do prazo da realização da copa. E com essa preocupação, sugeriu que a partir a de janeiro fossem realizadas reuniões quinzenais contando, inclusive, com representantes dos governos federal e estadual. “Faremos uma espécie de foro para que a gente possa acompanhar e dar idéias as obras. A gente tem que somar porque ganha a cidade e todos nós saímos ganhando também”. A primeira reunião já ficou definida para o dia 14 de janeiro de 2014.

 Image

“Por obrigatoriedade temos que entregar essa obra até maio de 2014 porque é recurso da União destinado à acessibilidade”, acrescentou o secretário de Serviços Urbanos de Natal, Raniere Barbosa. De acordo com ele, o projeto dará uma nova orla para Natal com paisagismo, acessibilidade e urbanização para Ponta Negra, Areia Preta, Meio e Forte. “É uma urbanização completa e que contempla equipamentos nunca existentes, como, por exemplo, academias, banheiros públicos, iluminação em led, ciclovias, quiosques de marca e eco bola, que são banheiros com 150 metros quadrados dispondo de climatização e wi-fi”.

 

Na opinião do secretário municipal de Turismo e Desenvolvimento Econômico, Fernando Bezerril, nesse momento em que a cidade entra na vitrine da copa do mundo, não poderia ficar sem obras de melhoria na sua infra-estrutura. “A administração de Carlos Eduardo foi muito feliz em dar prioridade a Ponta Negra, nosso principal corredor turístico. Essa obra de urbanização em toda a orla recupera nossa imagem desgastada pela inércia da administração passada”.

 

A solenidade foi realizada no Salão Nobre do Palácio Felipe Camarão e contou também com as presenças do presidente da Federação do Comércio (Fecomércio), Marcelo Queiroz, da Associação das Empresas de Mergulho Autônomo e Turismo Náutico (Amanáutica), Marcelo Zsigmond, Associação Brasileira dos Jornalistas Especialistas em Turismo (Abrajet), Liszt Madruga, Gerente da Lua Cheia Hostel e Taverna Pub, Renato de Lucca. Também prestigiaram o evento os secretários Ana Xavier, da Ouvidoria Geral do Município e Marcelo Toscano, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb).

6 dicas para ter uma maior tranquilidade ao cumprir suas metas no trabalho

Quando você está tentando impressionar o seu chefe, seja almejando uma promoçãoou simplesmente para mostrar a sua capacidade, pode ser difícil não aceitar mais trabalho. Afinal, você quer mostrar serviço e o quanto se esforçou para fazê-lo. Porém, infelizmente, todo projeto que você aceita vem junto com um prazo. E nesse ritmo, um dia perceberá que está “atolado” de coisas para fazer.

Se você não está mais dando conta de tanta coisa que tem para realizar – e não consegue dar o seu melhor -, confira a seguir 6 dicas que pode ajudá-lo a solucionar os prazos para não perder a sua essência:

 

1. Crie um calendário

Guarde consigo um calendário com todos os seus prazos. O melhor seria pelo computador (Google Calendar, por exemplo). Assim, você pode ver tudo o que precisa fazer em um único lugar. Ficando mais fácil priorizar o seu tema, pois saberá antes o que está por vir. Mas não é somente isso: tente criar “pequenos objetivos”, que assim são mais fáceis de serem cumpridos. Isso resultará em finalizar o projeto com maior facilidade porque, ao invés de definir um grande prazo, você pode dividir o que precisa ser feito e escolher deadlines para cada objetivo. Essa atitude pode fazer com que finalize o projeto antes do previsto.

 

2. Fique atento

Criar um calendário é somente metade do caminho, pois a outra metade é utilizá-lo. Se você não tem o hábito de checar o seu calendário diariamente, talvez precise de um pequeno empurrão para começar a se acostumar. É normal colocar alarmes como maneira de lembrar-se dos seus compromissos, seja em computadores ou celulares. Faça qualquer coisa para chamar a sua atenção. Não corra o risco de se esqueça de nenhum prazo e adiantar os seus deadlines.

 

3. Organize seu e-mail

Quanto mais projetos você está envolvido, maior o fluxo de e-mails em sua caixa. Para não se perder no meio de “milhares” de e-mails, é sempre bom separá-los por tópicos, pastas, assuntos, pessoas, etc. Pois assim, você terá quase tudo organizado e muito mais fácil de localizar o que deseja. Quanto mais diferenciados os tópicos, mais organizado ficará. Se preferir, separe com cores diferentes.

 

4. Se livre de coisas que possam dificultar o processo

Se você está cheio de relatórios e planilhas repetitivas para entregar semanalmente ou mensalmente, crie modelos para cada tipo de relatório ou planilha que podem ser reutilizados para não precisar refazer desde o começo toda vez. E também modelos de respostas para e-mails que são enviados com uma grande frequência para ter um tempo menor consumido para responder. Quanto mais simples ficarem as suas funções, maior o tempo que você tem para se envolver em outros projetos.

 

5. Preste atenção no prazo

Antes de ir embora, verifique se cumpriu todas as metas do dia atual e quais serão as próximas do dia seguinte, assim você pode elaborar como vai realizá-las. Não conseguiu acabar em tempo? Se programe para terminá-la no dia seguinte ou no próximo tempo livre que tiver (mesmo que pequeno) entre os projetos. Lembre-se que é importante ter horários livres durante o seu dia ou pelo menos uma vez por semana – o que vai permitir que você fique com um horário mais flexível e possa encaixar alguma coisa, caso necessário. Se organizando dessa maneira, você não só fica menos sobrecarregado como pode se programar e saber a carga de trabalho que aguenta para o futuro.

 

6. Pense em dividir

Se você começa a perceber que os seus “pequenos objetivos” não estão sendo cumpridos por conta do tempo, talvez chegou a hora de falar com o seu chefe para uma melhor distribuição dos trabalhos. Se você tem um cronograma com todos os prazos diários e semanais fica mais fácil de seu chefe priorizar os projetos mais importantes, e deixar os menos importantes ficarem nas mãos dos outros. Pode ser difícil se desprender de um projeto, mas cumprir os prazos é muito mais importante. É melhor ter uma maior tranquilidade do que tentar provar que consegue executar todos os projetos e falhar.

 

Quando estiver estressado com tanta coisa para fazer, a solução é: respire! E lembre-se de que para ter tudo sob controle, é necessário se organizar e saber o que você consegue dar conta.

CONFIRA 6 MANEIRAS INCONVENCIONAIS DE APRENDER DURANTE AS FÉRIAS

 

 

 

 

imagen-relacionada

Crédito: Shutterstock.com

Se você está aprendendo uma língua nova, habilite seu celular para esta nova linguagem

 

Está de férias? Parabéns! Você provavelmente passou de ano e a recuperação já deve ter acabado. Porém, não é porque você não tem que ir mais à escola que você não deva aprender nada durante esses três meses.Sempre é hora de aprender. Mesmo porque, ano que vem, você terá novos desafios pela frente que exigem conhecimento. Não importa se seja mais um ano do colégio ou da faculdade ou mesmo do emprego.

  

1. Música

 

Foque-se nas músicas. Além do poder de relaxar delas, você as pode escutar em outras línguas para aprender inglês, espanhol, francês, etc. Escute músicas de outras gerações também, como Tropicalismo e/ou as de oposição à Ditadura. Desta maneira, você estará aprendendo um pouco de história.

 

2. Relacione conceitos a pessoas

 

Nas férias você tem tempo livre. Portanto, pode pensar em maneiras distintas e não convencionais de aprender e decorar coisas. Uma dica: tente memorizar usando acrônimos, músicas e relacionando características com seus nomes. Esta última dica é especial para elementos da tabela periódica, metais nobres, níveis de densidade… Há uma infinidade de correlações para fazer.

 

3. Mude a língua do seu celular

 

Se você está aprendendo uma língua nova, habilite seu celular para esta nova linguagem. Você estará aprendendo “na marra” e, mesmo assim, não parecerá chato nem coercitivo como uma sala de aula.

 

4. Jogos e quebra-cabeças
 

Enigmas e quebra-cabeças são distrações que têm “gostinho” de férias. Além disso, é interessante fazê-los porque eles são bons para desenvolver o raciocínio e suas habilidades matemáticas.

 

5. Use a internet para se focar, não para se distrair

 

É verdade que a internet é distrativa e as redes sociais nem sempre têm conteúdos didáticos. Mas é possível encontrar diversas maneiras de aprender pela web. Aqui na Universia, por exemplo, você tem diversos conteúdos didáticos, etc.

 

 

6 maneiras inconvencionais de aprender durante as férias – 6. Grupos de ensino

Ao invés de fazer grupos de estudo, faça grupos de ensino. Quando as pessoas se reúnem para aprender, normalmente vira uma bagunça e os estudantes se distraem mais do que aprendem. Combine de, a cada semana, cada um ensinar um tópico. Se os estudantes estão ensinando, eles sabem a matéria.

10 dicas para viver bem

A gente está sempre correndo, cuidando do trabalho, da casa, dos filhos, mas sobra pouco tempo para cuidar da gente mesmo, não é verdade? Para te ajudar a ficar mais tranqüilo e completamente “zen”, preparamos algumas dicas. Confira: 

1 – Tenha sempre por perto algum objeto que vai ocupar a sua mente por alguns instantes, principalmente quando estiver muito tenso. Compre, por exemplo, um jardim zen, que é aquela caixa de areia com algumas pedras. 

2 – Quando for fazer as suas refeições, esqueça o tempo ou qualquer preocupação. Sentir melhor o sabor dos alimentos pode mudar o seu dia! 

3 – Fique em contato com a natureza. Se puder sentar em frente à praia ou sentar perto de uma área arborizada, faça isso pelo menos uma vez ao dia. Respire fundo e aprecie o ambiente. 

4 – Na hora do banho, invista em óleos relaxantes. Se tiver banheira em sua casa, opte por ela pelo menos duas vezes por semana. 

5 – Pratique exercícios físicos. Eles ajudam na liberação da endorfina, hormônio responsável por nos dar aquela sensação de bem estar. 

6 – Não resolva nada com raiva ou mágoa. É sempre melhor adiar um problema do que enfrentá-lo sem certeza e tranqüilidade. 

7 – Dê mais atenção ao seu sono. Se não estiver conseguindo dormir direito, invista em massagens relaxantes. 

8 – Quando estiver com raiva, procure uma folha de papel e uma caneta e escreva tudo o que está pensando. Isso fará com que você libere toda a sua angústia e siga em frente bem mais relaxado. 

9 – Sabe aqueles dias em que a gente não acorda bem? Prefira as roupas em tons pastéis. Nada de preto, cores escuras ou vermelho. 

10 – Viva cada momento como se fosse o último, mas não tenha medo de adiar as questões. Se algo não deu certo hoje, é porque terá que ser resolvido em um outro dia.

A onda em Nova York é o cabelo despenteado estilo praia

NOVA YORK – O visual elegante ainda prevalece nos recintos endinheirados de Manhattan, mas para um certo segmento da população, a onda agora é o cabelo despenteado estilo praia. Mesmo se não houver nenhuma praia por perto ou se estiver nevando lá fora.

Entre os entusiastas do novo estilo está Brett Heyman, de 33 anos, fundadora da linha de acessórios de luxo Edie Parker, nome da sua filha. A marca Edie veio ao mundo há três anos, após o nascimento da filha de Brett. Na época, com a vida atribulada após o parto, Brett conheceu o cabelereiro Chris Lospalluto, que desde então tem dado a ela um penteado descontraído e fácil de manter que ela procurava.

“Tenho o cabelo bagunçado e precisava de uma boa apresentação sem perder muito tempo”, disse Heyman. Desde então, ela recomendou o cabelereiro Lospalluto para muitos amigos, incluindo Eleanor Ylvisaker, criador da linha de roupas Earnest Sewn, e Rebeca McCabe, que trabalha em relações públicas da Chanel.

 

Lospalluto disse que se tornou ‘o cara’ dos que gostam do cabelo moda praia por acidente, mas depois achou que o estilo natural é o que as pessoas estão procurando hoje. Ele cobra a partir de US$ 85 (R$ 170) para um corte e penteado que oferece diferentes tratamentos de calor e ondulação. 

  A onda do cabelo estilo praia ganhou adeptos pela facilidade de manutenção e pelo poder de permanência. O penteado dura bem mais que outros tratamentos para os cabelos. Oribe, o guru cabelo em Miami Beach, diz que o estilo descontraído está de volta depois de mais de uma década. “O estilo nasceu com a Gisele”, diz ele, referindo-se à supermodelo brasileira Gisele Bündchen. “Mas ela tem o cabelo naturalmente assim”, conta.

Se você não tiver genética de Gisele, há uma infinidade de sprays, mousses e cremes para despentear e dar um ar praiano ao penteado. Um dos mais conhecidos é o ‘Bumble and bumble Surf spray’, uma solução salgada lançada em 2001 que virou o principal produto da marca.

A linha está em expansão, com a adição de um xampu condicionador que chega às prateleiras este mês. Para ondas estilo praia mais eficazes, Jordan M., estilista da marca ‘Bumble and bumble’, diz que as mulheres devem prestar a atenção à textura e resistir à tentação de aplicação de produtos em excesso.

“Eu vejo muitas meninas que tentam fazer o cabelo de praia, mas acaba parecendo uma boneca Barbie”, disse ele. Uma referência, diz ele, é a atriz Brigitte Bardot brincando no sul da França nos anos 1960. “O cabelo deve ter uma textura seca, mas com ondas cheias”. Jordan M. usa o spray Surf e spray de espessamento e um aparelho para criar volume e rugosidade.

O sucesso do Surf Spray levou ao lançamento de vários produtos similares de outras marcas como o Organix Moroccan Surf Paste, L’Oreal EverStyle Texture Series Praia Spray, e Sachajuan Ocean Mist.

Mas, talvez, despesas com produtos como estes não sejam necessárias. Ward Stegerhoek, um dos fundadores da linha Living Proof para tratamento de cabelos, disse ele encheu um frasco de spray água do mar.

“Funcionou como uma forma de shampoo seco”, disse ele. “O sal cristaliza e dá textura e volume e é mais suave do que os produtos lá fora comprados na farmácia”.

Lospalluto recomenda misturar água com sal kosher, na proporção de uma a duas colheres de chá de sal por litro de água morna. “Fica mais barato e dá muito glamour” disse ele.